Explosão em edifício do Exército fere quatro soldados no Egito

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ataque ocorre após homem-bomba se explodir em um complexo da polícia na terça-feira, deixando 16 mortos

Reuters

Uma bomba explodiu em um prédio da inteligência militar no norte do Cairo neste domingo (29), deixando quatro soldados feridos, disseram autoridades das forças de segurança, no segundo ataque a bomba contra serviços de segurança no Delta do Nilo em menos de uma semana.

Conheça a nova home do Último Segundo

A bomba explodiu próximo à entrada do prédio da inteligência em Belbeis, uma cidade a 100 km ao norte do Cairo, na província de Sharkiya. O ataque ocorre após outro homem-bomba ter explodido em um complexo da polícia na cidade de Mansoura na terça-feira, deixando 16 mortos.

Um comunicado do Exército disse que a explosão deste domingo destruiu parcialmente a parede traseira do edifício. Duas fontes de segurança disseram que a explosão foi causada por bombas, enquanto uma TV estatal disse que se tratou de um carro-bomba. "Provavelmente não registraremos nenhuma morte", disse uma das fontes de segurança.

Este foi o último de uma série de ataques que tiveram como alvo os serviços de segurança do país desde que o Exército depôs o presidente islamita Mohamed Mursi, da Irmandade Muçulmana, em julho.

O governo declarou a Irmandade como uma organização terrorista depois do ataque de terça-feira, que foi condenado pelo grupo e reivindicado pela facção radical Ansar Bayt al-Maqdis.

Cinco pessoas morreram em uma explosão próxima a um ônibus no Cairo na quinta-feira (26), no primeiro ataque que aparentemente teve civis como alvo, mas não reivindicado por nenhum grupo.

Leia tudo sobre: MUNDOEGITOEXPLOSAOEXERCITO

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas