Cristina Kirchner não concorrerá a cargos nas eleições de 2015

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Líder não disputa reeleição por veto constitucional. Fala foi dada após aliado citar possível campanha "Cristina 2015"

Reuters

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, descartou nesta quinta-feira (26) concorrer a qualquer cargo eletivo nas eleições gerais de 2015, quando termina seu mandado, segundo a mídia estatal Télam.

Conheça a home do Último Segundo

Com cão dado por Chávez, Cristina Kirchner posta vídeo de agradecimento

Reprodução
Cristina Kirchner em vídeo de agradecimento que postou após voltar ao trabalho (arquivo)

A presidente, que pouco tem aparecido em público desde que recebeu alta médica por uma cirurgia cerebral, em novembro, não pode concorrer à reeleição devido a um veto constitucional.

"Não há possibilidade alguma de 'Cristina 2015' a algum cargo eletivo", disse a presidente, que passa os feriados de fim de ano na província de Santa Cruz, onde possui residência.

Relembre: Presidente Cristina Kirchner volta ao trabalho na Argentina após cirurgia

A declaração vem depois de um aliado próximo do parlamentar peronista Carlos Kunkel afirmar, na última quarta-feira (25), que a chefe de Estado se candidataria a um cargo nas eleições gerais, mas não identificou qual.

Aliados de Cristina atuaram na possibilidade de fazer uma reforma constitucional para permitir uma nova reeleição à presidente, mas a enorme derrota nas eleições legislativas este ano sepultaram a possibilidade.


Leia tudo sobre: argentinaeleiçõescristina kirchner

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas