'Missão já foi cumprida', diz responsável por vazamento de espionagem dos EUA

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ao WPost, Snowden afirma se sentir vencedor por ter desatado discussão sobre programas de monitoramento

O delator do programa de espionagem da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês), Edward Snowden, disse que sua "missão já foi cumprida" depois de revelar os segredos da NSA, que forçaram a reavaliação das políticas de monitoramento dos EUA.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP Photo/The Guardian
Edward Snowden, ex-técnico da CIA asilado na Rússia (foto de arquivo)

Se adotadas: Recomendações sobre espionagem mudariam trabalho da NSA

Em uma entrevista publicada no site do Washington Post na noite de segunda-feira, Snowden disse estar satisfeito porque os jornalistas foram capazes de contar as histórias sobre a coleta feita pelo governo de registros telefônicos e de internet em massa, uma atividade que cresceu dramaticamente na década desde os ataques do 11 de Setembro.

Saiba mais: Relembre as principais denúncias sobre os programas de espionagem

"Para mim, em termos da minha satisfação pessoal, a missão já foi cumprida", disse. "Eu já ganhei."

"Assim que os jornalistas foram capazes de trabalhar, tudo que vinha tentando fazer teve validade", afirmou ao WPost. "Porque, lembre-se, não queria mudar a sociedade. Quis dar à sociedade uma chance de determinar se ela quer mudar a si mesma."

Obama: EUA precisam avaliar coleta de dados, mas não podem se desarmar

O presidente Barack Obama indicou na sexta-feira que consideraria algumas mudanças na coleta em massa pela NSA de registros telefônicos dos americanos para responder às preocupações do público sobre privacidade. Seus comentários foram feitos na mesma semana em que um juiz declarou que o programa de coleta da NSA era provavelmente inconstitucional. Um painel de aconselhamento presidencial sugeriu 46 mudanças nas operações da NSA.

EUA: Juiz determina que coleta de dados telefônicos é provavelmente ilegal

Snowden foi entrevistado em Moscou durante dois dias pelo repórter Barton Gellman, que recebeu vários documentos vazados do ex-prestador de serviços da NSA. A entrevista foi feita seis meses depois das primeiras revelações de Snowden terem sido publicadas no WPost e no jornal britânico Guardian.

Gellman descreveu Snowden como relaxado e animado depois de dois dias de uma conversa quase ininterruptada, alimentada por hambúrgueres, massa, sorvete e doces russos.

Sem anistia: Casa Branca diz que Snowden ainda enfrenta acusações

Em junho, o Departamento de Justiça revelou uma queixa criminal acusando Snowden de espionagem e roubo de propriedade do governo. A Rússia lhe concedeu asilo temporário há cinco meses.

Snowden, 30, disse que não está sendo desleal com os EUA ou com seu ex-empregador. "Não estou tentando destruir a NSA, mas para tentar melhorá-la", afirmou. "Ainda trabalho para eles, que são os únicos que não percebem isso."

*Com AP

Leia tudo sobre: snowdenregistros da internetregistros da verizonnsa

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas