Israel minimiza alegação de espionagem dos Estados Unidos e Reino Unido

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

"As chances de que os danos à segurança ou à inteligência causados a partir da quebra para este endereço de email são minúsculas", afirma comunicado

Reuters

Autoridades israelenses disseram neste sábado (21) que não ficaram surpresos com as alegações de que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha haviam espionado líderes do país e minimizaram a importância das informações que seus aliados podem ter recolhido.

Conheça a nova home do ÚIltima Segundo

AP
Premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, e secretário de Estado dos EUA, John Kerry, se cumprimentam durante encontro bilateral na Itália: "chances minúsculas de dano"

Documentos vazados por Edward Snowden, ex-prestador de serviços da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) e publicados na sexta-feira mostraram que a agência norte-americana e sua contraparte britânica GCHQ tiveram como alvo um endereço de email listado como pertencente ao primeiro-ministro israelense e monitoraram e-mails de funcionários da Defesa.

"Nossa hipótese de trabalho é que não só os países árabes, mas também as potências mundiais, incluindo os amigáveis, tentam nos seguir", disse o ministro de Assuntos Estratégicos Yuval Steinitz a uma TV israelense.

Carta: Espionagem indiscriminada dos EUA está ruindo, diz Snowden

Assista: Vídeo picante de recrutas irrita Exército de Israel

Mesmo assim, Israel tomou as precauções necessárias, disse ele, acrescentando que informação secreta nunca é transmitida através de "telefones convencionais e sistemas de e-mail".

O escritório de Ehud Olmert, que na época era primeiro-ministro de Israel, informou em comunicado que os relatórios, se confirmados, referem-se a um endereço de email público.

"As chances de que os danos à segurança ou à inteligência causados a partir da quebra para este endereço de email são minúsculas", trouxe o comunicado.

Leia tudo sobre: mundoreino unidoisraelestados unidoseuaespionageme-mail

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas