Com 90% das urnas apuradas, Bachelet tem 62% dos votos contra 38% da candidata governista Evelyn Matthei

achelet foi presidente do Chile entre 2006 e 2010, quando deixou o cargo com 84% de aprovação
AP
achelet foi presidente do Chile entre 2006 e 2010, quando deixou o cargo com 84% de aprovação

Com pelo menos 62% dos votos, a socialista Michelle Bachelet venceu, neste domingo (15), o segundo turno das eleições chilenas e vai voltar ao cargo de presidente do país a partir de 2014. Com a promessa de mudanças profundas em resposta a inúmeros protestos de rua, Bachelet superou a candidata de centro-direita Evelyn Matthei.

Conheça a nova home do Último Segundo

Após apuração de 90% das urnas, Bachelete já tem 62% dos votos contra 38% da candidata governista. Bachelet foi presidente do Chile entre 2006 e 2010, quando deixou o cargo com 84% de aprovação, apesar de não conseguir alcançar grandes mudanças.

Em campanha, Chile debate temas que também preocupam Brasil

BBC: 'O Chile mudou e ficou mais exigente', diz Bachelet sobre eleições

Leia matérias sobre as eleições no Chile

A presidente eleita tem uma nova coalizão de centro-esquerda e promete financiar a educação com impostos corporativos mais altos, reduzir a desigualdade, proteger o ambiente e reformar a Constituição.

Apesar da vitória com folga, o baixo comparecimento de eleitores, já que o voto não é obrigatório no Chile, chegaram a precoucupar Bachelet . "Este é um dia importante e espero que as pessoas possam vir, participar e, através do seu voto, dar uma expressão clara do tipo de Chile onde eles querem continuar a viver ", disse Bachelet antes do resultado no seu bairro, chamado La Reina Santiago.

*Com informações da Associated Press

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.