Acionados pelo cheiro de queimado, bombeiros acharam corpo de Bruna Bovino sobre maca e rodeado por velas

A fachada do prédio em que funcionava o centro estético Arwen, na cidade italiana de Mola di Bari
Reprodução/Google Maps
A fachada do prédio em que funcionava o centro estético Arwen, na cidade italiana de Mola di Bari

A brasileira Bruna Bovino, de 29 anos, foi encontrada morta na noite de quinta-feira (12) na Itália dentro de um centro de estética da qual era proprietária na cidade de Mola di Bari, região da Puglia.

Conheça a home do Último Segundo

EUA: Família brasileira achada morta tinha problemas financeiros

O corpo da brasileira foi encontrado semicarbonizado em cima de uma maca do estabelecimento e rodeado por velas. Os bombeiros foram chamados por vizinhos que sentiram cheiro de queimado.

Um médico legal da polícia italiana afirmou que o corpo da jovem possui algumas lesões no crânio, mas que "poderiam ser compatíveis com uma queda". "A cena onde o corpo foi encontrado não esclarece muita coisa.

Serão necessárias mais investigações e perícias", disseram os policiais.

De acordo com a imprensa local, Bruna era filha de um italiano e de uma brasileira e o centro de estética, denominado "Arwen", estava em seu nome.

No fim de agosto, outra brasileira, Marília Rodrigues Silva Martins, foi encontrada morta na Itália. Grávida do proprietário da empresa para a qual trabalhava, a jovem de 29 anos foi assassinada pelo pai da criança, o italiano Claudio Grigoletto.

Relembre outras mortes de brasileiros no exterior:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.