Dilma, Sarney, Collor, FHC e Lula participam na terça de evento em estádio em homenagem a ex-líder sul-africano

A presidente Dilma Rousseff fará um tributo na terça-feira (10) a Nelson Mandela , morto no dia 5, durante cerimônia em homenagem ao primeiro presidente negro da África do Sul no estádio Soccer City, em Johanesburgo. O evento em memória do ícone antiapartheid começará às 11 horas locais (7 horas em Brasília).

Conheça a home do Último Segundo

Saiba mais: Leia todas as notícias sobre a morte de Mandela

Presidente Dilma com os ex-presidentes Sarney, Lula, FHC e Collor antes de partida para África do Sul
AP
Presidente Dilma com os ex-presidentes Sarney, Lula, FHC e Collor antes de partida para África do Sul


Domingo: África do Sul homenageia Mandela com dia nacional de preces

Adeus a Mandela: Dilma viaja com ex-presidentes à África do Sul

A informação foi confirmada, há pouco, pelas assessorias de imprensa do Palácio do Planalto e do Ministério das Relações Exteriores e consta da programação oficial do evento, que já tem confirmada a presença de 89 chefes de Estado.

Além de Dilma, discursarão os presidentes dos EUA, Barack Obama , de Cuba, Raúl Castro, da Namíbia, Hifikepunye Pohamba, e da Índia, Pranab Mukherjee, além do vice-presidente chinês, Li Yuanchao. A presidente brasileira será, assim, a única representante da América do Sul a se pronunciar publicamente durante a cerimônia.

Galeria de fotos: Veja imagens de Mandela, ex-presidente da África do Sul

Infográfico: Nelson Mandela e a África do Sul

Homenagens de parentes de Mandela e de representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) também estão programados para o culto religioso, que deve durar quatro horas.

No início da tarde desta segunda-feira, Dilma embarcou rumo à África do Sul acompanhada pelos ex-presidentes brasileiros José Sarney (1985-1990), Fernando Collor de Mello (1990-1992), Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010).

Ícone antiapartheid: Morre aos 95 anos Nelson Mandela

'Mulherengo': As mulheres que amaram Mandela

Essa é a primeira vez que Dilma, Lula, FHC, Collor e Sarney se reunirão em um mesmo evento desde que foi instalada a Comissão da Verdade, em cerimônia no Palácio do Planalto em maio de 2012. A última viagem internacional de ex-presidentes ocorreu em abril de 2005, quando Lula, FHC, Itamar Franco e Sarney estiveram juntos para participar do funeral do Papa João Paulo 2º.

A presidente decretou sete dias de luto pela morte de Mandela, conforme decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União da sexta-feira (6). Em nota, lamentou a morte de Mandela, a "personalidade maior do século 20".

A ida à missa na África do Sul fez o Palácio do Planalto cancelar três eventos previstos para o início da semana em Belo Horizonte, Porto Velho e Ji-Paraná. Na segunda-feira passada, a presidente acompanhou o velório do governador licenciado de Sergipe, Marcelo Déda. No início do ano, viajou a Caracas para as cerimônias fúnebres de homenagem ao ex-presidente venezuelano Hugo Chávez e, em março de 2011, acompanhou o velório do ex-vice-presidente José Alencar.

*Com Agência Brasil e Agência Estado

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.