Dilma será uma das oradoras em homenagem a Mandela na África do Sul

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Dilma, Sarney, Collor, FHC e Lula participam na terça de evento em estádio em homenagem a ex-líder sul-africano

A presidente Dilma Rousseff fará um tributo na terça-feira (10) a Nelson Mandela, morto no dia 5, durante cerimônia em homenagem ao primeiro presidente negro da África do Sul no estádio Soccer City, em Johanesburgo. O evento em memória do ícone antiapartheid começará às 11 horas locais (7 horas em Brasília).

Conheça a home do Último Segundo

Saiba mais: Leia todas as notícias sobre a morte de Mandela

AP
Presidente Dilma com os ex-presidentes Sarney, Lula, FHC e Collor antes de partida para África do Sul


Domingo: África do Sul homenageia Mandela com dia nacional de preces

Adeus a Mandela: Dilma viaja com ex-presidentes à África do Sul

A informação foi confirmada, há pouco, pelas assessorias de imprensa do Palácio do Planalto e do Ministério das Relações Exteriores e consta da programação oficial do evento, que já tem confirmada a presença de 89 chefes de Estado.

Além de Dilma, discursarão os presidentes dos EUA, Barack Obama, de Cuba, Raúl Castro, da Namíbia, Hifikepunye Pohamba, e da Índia, Pranab Mukherjee, além do vice-presidente chinês, Li Yuanchao. A presidente brasileira será, assim, a única representante da América do Sul a se pronunciar publicamente durante a cerimônia.

Galeria de fotos: Veja imagens de Mandela, ex-presidente da África do Sul

Infográfico: Nelson Mandela e a África do Sul

Homenagens de parentes de Mandela e de representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) também estão programados para o culto religioso, que deve durar quatro horas.

No início da tarde desta segunda-feira, Dilma embarcou rumo à África do Sul acompanhada pelos ex-presidentes brasileiros José Sarney (1985-1990), Fernando Collor de Mello (1990-1992), Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010).

Ícone antiapartheid: Morre aos 95 anos Nelson Mandela

'Mulherengo': As mulheres que amaram Mandela

Essa é a primeira vez que Dilma, Lula, FHC, Collor e Sarney se reunirão em um mesmo evento desde que foi instalada a Comissão da Verdade, em cerimônia no Palácio do Planalto em maio de 2012. A última viagem internacional de ex-presidentes ocorreu em abril de 2005, quando Lula, FHC, Itamar Franco e Sarney estiveram juntos para participar do funeral do Papa João Paulo 2º.

Pessoas se dão as mão enquanto reverendo Ndumiso Gawe lidera prece do lado de fora da casa de ex-presidente Nelson Mandela em Johanesburgo, África do Sul (8/12). Foto: APMulher segura bíblia e programação durante serviço religioso em Soweto (8/12). Foto: ReutersWinnie Madikizela-Mandela (E), ex-mulher de Nelson Mandela, chega para missa na Igreja de Bryanston Methodist, em Johanesburgo (8/12). Foto: APWinnie Madikizela-Mandela, ex-mulher de Nelson Mandela (E), e o presidente sul-africano, Jacob Zuma (C), rezam em honra de Mandela em Johanesburgo (8/12). Foto: APJovens de coro participam de missa matinal em memória de Nelson Mandela na Igreja Regina Mundi, em Soweto (8/12). Foto: APFoto do ex-presidente sul-africano é cercada de flores, velas e mensagens de condolência na Praça Nelson Mandela em Sandton, Johanesburgo (8/12). Foto: APMulher canta durante serviço religioso para o ex-presidente Nelson Mandela na Igreja Regina Mundi, em Soweto (8/12). Foto: ReutersFiel cristão reza em colina sobre Johanesburgo no dia de prece em honra a Mandela (8/12)
. Foto: APGrupo de admiradores de Mandela cantam e dançam do lado de fora de sua casa em Johanesburgo, África do Sul (7/12). Foto: APCriança possa para foto perto de flores e mensagens deixadas em frente da antiga casa de Mandela no Soweto, África do Sul (7/12). Foto: APMulher passa em frente de mural de Mandela na Cidade do Cabo, África do Sul (7/12). Foto: APMenina carregada pelo pai segura flor do lado de fora de casa de Mandela em Johanesburgo (7/12)
. Foto: APMenino com bandeira sul-africana se prepara para colocar flor em memorial improvisado para Mandela em Pretória (7/12). Foto: APPessoas lamentam morte de Mandela durante encontro na rua Vilakazi, no Soweto (6/12). Foto: ReutersCriança coberta com tecido com imagem de ex-presidente Nelson Mandela é vista do lado de fora de sua antiga casa, agora museu, em Soweto (6/12). Foto: APEm cartaz com a foto de Nelson Mandela, sul-africanos deixam mensagens de homenagem em Soweto (6/12). Foto: ReutersCom velas e muitas flores, sul-africanos se reuniram na frente da casa onde Nelson Mandela vivia para prestar homenagens (6/12). Foto: APCrianças seguram pôrteres de ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela durante encontro na rua de Vilakazie, em Soweto (6/12). Foto: ReutersCrianças são vistas cantando e dançando do lado de fora da antiga casa, agora museu, do ex-presidente em Soweto (6/12). Foto: ReutersHomem se emociona durante homenagem do lado de fora da antiga casa do líder antiapartheid, em Soweto (6/12). Foto: ReutersSul-africana se emociona durante homenagem na frente da casa onde Nelson Mandela vivia em Johanesburgo (6/12). Foto: ReutersPessoas se abraçam e se consolam do lado de fora da casa onde Nelson Mandela vivia, em Johanesburgo (6/12). Foto: ReutersCrianças colocam flores em volta de imagem de Nelson Mandela. Sul-africanos prestaram tributo ao ex-presidente (6/12). Foto: ReutersSegurando a imagem de Nelson Mandela, homem canta e dança junto a um grupo. Eles se reuniram lado de fora da antiga casa do ex-presidente em Soweto (6/12). Foto: ReutersMenina canta e segura vela durante homenagem ao ex-presidente Nelson Mandela, em Johanesburgo (6/12). Foto: ReutersMulher acende vela em homenagem ao ex-presidente Nelson Mandela em Soweto (6/12). Foto: ReutersHomem exibe camiseta com a imagem do ex-presidente Nelson Mandela em Johanesburgo (6/12). Foto: APMulheres prestam homenagem ao ex-presidente da África do Sul, conhecido mundialmente por sua luta contra o apartheid (6/12). Foto: ReutersSul-africano exibe camisa com a imagem de Nelson Mandela e dança em homenagem ao ex-presidente, que morreu aos 95 anos (6/12). Foto: ReutersMulheres se abraçam e se consolam em Soweto. O ex-presidente morou na região (6/12). Foto: ReutersRetrato de Nelson Mandela é visto em muro em Soweto, África do Sul (6/12). Foto: APMulher segura vela e se emociona durante homenagem ao líder sul-africano Nelson Mandela, que morreu aos 95 anos (6/12). Foto: ReutersGrupo canta e dança na frente da casa do ex-presidente Nelson Mandela (6/12). Foto: APMulheres lamentam morte do ícone antiapartheid Nelson Mandela do lado de fora de sua casa em Johanesburgo (6/12). Foto: APO arcebispo emérito Desmond Tutu (D) lidera uma missa em memória do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela na Catedral de St George, na Cidade do Cabo (6/12). Foto: APAbraçada com criança, mulher chora a morte do ícone antiapartheid. Sul-africanos prestaram homenagens na frente da casa de Mandela (6/12). Foto: AP

A presidente decretou sete dias de luto pela morte de Mandela, conforme decreto publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União da sexta-feira (6). Em nota, lamentou a morte de Mandela, a "personalidade maior do século 20".

A ida à missa na África do Sul fez o Palácio do Planalto cancelar três eventos previstos para o início da semana em Belo Horizonte, Porto Velho e Ji-Paraná. Na segunda-feira passada, a presidente acompanhou o velório do governador licenciado de Sergipe, Marcelo Déda. No início do ano, viajou a Caracas para as cerimônias fúnebres de homenagem ao ex-presidente venezuelano Hugo Chávez e, em março de 2011, acompanhou o velório do ex-vice-presidente José Alencar.

*Com Agência Brasil e Agência Estado

Leia tudo sobre: morte de mandelaáfrica do sulmandeladilma rousseffsarneylulafhccollor

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas