Primeiro presidente negro sul-africano será enterrado no dia 15 com honras de chefe de Estado no sul do país

A Presidência da República informou nesta sexta-feira que a presidente Dilma Rousseff viajará à África do Sul para acompanhar o funeral de Nelson Mandela , ícone antiapartheid que morreu na quinta-feira. A presidente decretou luto oficial por sete dias por conta da morte.

Conheça a home do Último Segundo

Mulheres prestam homenagem ao ex-presidente da África do Sul, conhecido mundialmente por sua luta contra o apartheid (6/12)
Reuters
Mulheres prestam homenagem ao ex-presidente da África do Sul, conhecido mundialmente por sua luta contra o apartheid (6/12)


Saiba mais: Leia todas as notícias sobre a morte de Mandela

Ícone antiapartheid: Morre aos 95 anos Nelson Mandela

O primeiro presidente negro da África do Sul será enterrado com honras de chefe de Estado no domingo de 15 de dezembro na aldeia de Qunu, no sul do país, onde foi criado, anunciou o presidente Jacob Zuma. Diversos líderes mundiais são esperados para o funeral.

Dilma, que na quinta divulgou nota lamentando a morte do líder sul-africano, deve viajar na sexta-feira do dia 13 para chegar à África do Sul no dia seguinte e participar do funeral de Mandela.

No dia 10 de dezembro será realizada uma cerimônia nacional em memória do líder, no estádio de Soweto, em Johanesburgo. O corpo do ex-presidente ficará exposto na sede da presidência em Pretória entre o dia 11 até seu enterro.

Galeria de fotos: Veja imagens de Mandela, ex-presidente da África do Sul

Em luto: África do Sul e mundo prestam homenagem a Mandela

Retrato de Nelson Mandela é visto em muro em Soweto, África do Sul
AP
Retrato de Nelson Mandela é visto em muro em Soweto, África do Sul

Segundo Zuma, o domingo (8) será um dia nacional de prece e reflexão. “Vamos todos trabalhar juntos para organizar cerimônias dignas desse filho excepcional do nosso país e pai da nossa jovem nação”, disse.

Em seu anúncio, o presidente agradeceu as pessoas de todo o mundo que estão enviando suas condolências à família de Mandela, que morreu na noite de quinta-feira aos 95 anos.

Repercussão: Líderes mundiais lamentam morte de Mandela

'Herói', 'símbolo' e 'modelo': Mandela é unanimidade na imprensa mundial

Milhões de pessoas na África do Sul e em todo o mundo estão prestando homenagens ao líder . Desde a informação de sua morte, multidões se reúnem do lado de fora da casa de Mandela em Johanesburgo para lhe prestar tributos.

Mandela foi o primeiro presidente negro da África do Sul, entre 1994 e 1999. Ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1993, o ex-presidente morreu vítima de complicações respiratórias.

Veja imagens de homenagem no mundo a Mandela:

*Com AP, Agência Brasil e Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.