Papa estabelecerá comissão para combater abuso sexual infantil e ajudar vítimas

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Medida é tomada dias depois de Vaticano ter rejeitado dar informações à órgão da ONU sobre supostos abusos

O papa Francisco estabelecerá uma comissão no Vaticano para combater o abuso sexual de crianças na Igreja Católica e oferecer ajuda às vítimas. Segundo o papa, lidar com a questão do abuso sexual é vital para a credibilidade da igreja.

Conheça a home do Último Segundo

AP
O cardeal Sean O'Malley, arcebispo de Boston, dá coletiva no Vaticano

Terça: Vaticano evita questões de comissão da ONU sobre abuso sexual

O anúncio, feito pelo arcebispo de Boston, segue-se a um encontro entre o pontífice e oito cardeais conselheiros que o estão ajudando a governar a Igreja e a reformar a burocracia do Vaticano.

A medida é tomada dias depois de o Vaticano ter rejeitado dar informações à ONU sobre supostos abusos cometidos por padres, freiras e monges.

Julho: Vaticano reforma leis e amplia crimes de pedofilia

O cardeal Sean O'Malley, arcebispo de Boston, disse que a comissão estudaria os atuais programas em vigor para proteção de crianças, treinaria os funcionários da Igreja, estabeleceria formas melhores de verificar os candidatos ao sacerdócio e sugeriria novas iniciativas. Boston foi o centro de um escândalo de abuso sexual infantil nos EUA em 2002.

Papa: Francisco pede 'determinação' contra casos de abusos sexuais na Igreja 

AP
Papa Francisco segura seu solidéu na Praça de São Pedro durante sua audiência semanal no Vaticano (4/12)

Segundo o arcebispo, a nova comissão foi sugerida pelo conselho de cardeais, que foi reunido para discutir as reformas da Igreja Católica, de acordo com a agência de notícias AFP. O papa Francisco a aprovou nesta quinta-feira.

*Com BBC e AP

Leia tudo sobre: papapapa franciscoabuso sexualpedofilia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas