Manifestantes querem derrubar a premiê Yingluck Shinawatra. Conflitos já deixaram cinco pessoas mortas

Reuters

O líder dos protestos contra o governo da Tailândia, Suthep Thaugsuba, disse nesta terça-feira (3) que vai continuar a luta para derrubar a primeira-ministra Yingluck Shinawatra, apesar da decisão anunciada pelo governo de não enfrentar mais os manifestantes.

Conheça a nova home do Último Segundo

Manifestantes querem derrubar primeira-ministra Yingluck Shinawatra
AP
Manifestantes querem derrubar primeira-ministra Yingluck Shinawatra

Mais:  Milhares vão às ruas e exigem renúncia de premiê na Tailândia

"Hoje nós conseguimos uma vitória parcial, mas vamos lutar até o fim do regime Thaksin", disse Thaugsuba em discurso a manifestantes, em referência ao influente irmão de Yingluck, o ex-premiê Thaksin Shinwatra.

Mais cedo, o governo determinou que a polícia pare de enfrentar os manifestantes e deixe que eles ocupem prédios públicos, numa tentativa de encerrar vários dias seguidos de confrontos em Bangcoc, em que cinco pessoas morreram.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.