Ucranianos que querem adesão à União Europeia se refugiam em igreja em Kiev

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Perseguidos pela polícia, manifestantes se abrigam em catedral para tratar ferimentos

Reuters

KIEV - Cerca de 100 manifestantes ucranianos favoráveis ao ingresso do país na União Europeia se refugiaram dentro dos muros de um importante mosteiro de Kiev neste sábado (30), fugindo dos cassetetes da polícia e do frio.

AP Photo/Sergei Grits
Manifestantes que querem a adesão da Ucrânia à União Europeia em frente à Catedral Ortodoxa Ucraniana

Com barricadas colocadas no portão para impedir a entrada da polícia, manifestantes que protestam contra a decisão do presidente, Viktor Yanukovich, de rejeitar à adesão ao bloco europeu, tentavam tratar seus ferimentos ao amanhecer.

Desde a decisão do presidente, atribuída à pressão da Rússia, violentos protestos irromperam em várias cidades do país.

Algumas pessoas participaram da missa das 6 horas na Catedral St. Michael e, depois disso, um grupo de monges se aproximou dos manifestantes para ouvir sobre o confronto com a polícia. Eles pediram que os homens não tentassem se vingar dos policiais.

O protesto principal, ocorrido na Praça da Independência, no centro de Kiev, ganhou força na noite de sexta-feira e chegou a quase 10 mil pessoas, enquanto as notícias se espalhavam sobre a decisão de Yanukovich que devolve a Ucrânia à órbita da Rússia.

Nas primeiras horas de sábado, a polícia usou cassetetes e bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes.

Com vans da polícia do lado de fora dos muros do monastério, não está claro por quanto tempo os manifestantes poderão ficar no local.

Representantes da igreja se negaram a comentar.

A Catedral Ortodoxa Ucraniana, onde fiéis acendem velas diante das imagens douradas dos santos, foi destruída durante a perseguição religiosa promovida pelo ditador soviético Josef Stalin, e reconstruída depois da independência.

Leia tudo sobre: UcrâniaRússiaUnião Europeia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas