Rebeldes têm cometido vários ataques com morteiros e foguetes nos últimos meses no centro da capital da Síria

Reuters

Um sírio morreu e outras nove pessoas ficaram feridas durante bombardeios contra a embaixada da Rússia em Damasco, afirmou o Ministério das Relações Exteriores russo em comunicado nesta quinta-feira (28).

Conheça a nova home do Último Segundo

Um morteiro caiu nas instalações da embaixada e outro explodiu próximo do edifício, segundo o comunicado publicado no site da chancelaria, matando e ferindo residentes locais, incluindo guardas.

"Consideramos eles (os bombardeios) atos de terrorismo, cujos executores e aqueles que os incitam e supervisionam devem receber uma punição merecida", disse o ministério.

Mais:  Chefe rebelde da Síria morre e forças de Assad bombardeiam cidade

A Rússia, aliada do presidente sírio, Bashar al-Assad, criticou o Ocidente por ajudar rebeldes que têm lutado para derrubá-lo há mais de dois anos em uma guerra que já custou mais de 100.000 vidas.

Os rebeldes têm cometido vários ataques com morteiros e foguetes nos últimos meses no centro da capital da Síria, onde muitas embaixadas e altos funcionários sírios estão instalados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.