Merkel fecha acordo de coalizão dois meses após eleição na Alemanha

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Forças políticas alemãs concluíram reunião na madrugada. Acordo une os três partidos CDU, CSU e SPD

Reuters

O partido conservador da chanceler alemã, Angela Merkel, e os sociais-democratas, de centro-esquerda, fecharam acordo nesta madrugada (27) para formar uma "grande coalizão" após negociações que avançaram pela noite. Isso significa que Merkel deve conseguir formar um novo governo até o Natal.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Presidente Angela Merkel e representantes dos partidos que firmaram acordo nesta madrugada

Três legendas, a União Democrata-Cristã (CDU), a União Social-Cristã (CSU) e o Partido Social-Democrata (SPD), chegaram a um acordo dois meses após a vitória de Merkel nas eleições, e um mês depois do início das negociações entre os partidos. As principais forças políticas da Alemanha fecharam um acordo às 5h da manhã (2h no horário de Brasília).

Angela Merkel vence eleição na Alemanha, segundo resultados oficiais

Chanceler: Angela Merkel, a 'impiedosa operadora política' da Alemanha

"O resultado é bom para o nosso país e tem um tom conservador", disse Hermann Groehe, secretário-geral do partido de Merkel, a União Democrata-Cristã (CDU, na sigla em alemão). "Sem novos impostos e sem novas dívidas."

Temas, sistema eleitoral, cenário: Entenda a eleição da Alemanha

Alemanha: Direitos dos homossexuais vira principal tema na campanha

Martin Schulz, presidente do Parlamento Europeu e negociador do Partido Social-Democrata (SPD), descreveu o acordo como um "resultado excelente" para o partido, cuja participação no governo de Merkel ainda depende, no entanto, de uma votação interna entre os 474 mil filiados à legenda.

*com Reuters

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas