Ex-premiê ameaçou sair da coalização caso o Senado votasse por sua expulsão; caso pode ser votado hoje

O líder da centro-direita italiana, Silvio Berlusconi, deve votar contra o governo num voto de confiança sobre o projeto do Orçamento de 2014, e poderá ainda anunciar a sua saída da coalizão governista nesta terça-feira. As informações teriam sido confirmadas por uma fonte do partido Forza Itália. 

Conheça a nova home do Último Segundo
Mais:  Presidente da Itália diz que não pode perdoar Berlusconi por fraude fiscal

Berlusconi durante discurso na sede do partido Forza Italia, em Roma, na segunda (25)
AP
Berlusconi durante discurso na sede do partido Forza Italia, em Roma, na segunda (25)

Berlusconi vem apoiando o governo desde a formação da coalizão, em abril deste ano, mas ameaçou retirar seu apoio se o Senado decidir expulsá-lo do Parlamento, em votação nesta semana, após ter sido condenado por fraude fiscal.

O governo do premiê Enrico Letta, que recebeu o apoio de rebeldes do partido de Berlusconi e que deve obter o voto de confiança mesmo sem o apoio do ex-premiê, vai apresentar uma emenda ao Orçamento no final desta tarde. A votação está prevista para ocorrer à noite.

Leia mais sobre Berlusconi:

- Berlusconi diz que seus filhos se sentem como judeus perseguidos por Hitler
- Senado da Itália terá votação aberta sobre cassação de Berlusconi
- Comissão do Senado italiano recomenda expulsão de Berlusconi
- Derrotado, Berlusconi anuncia apoio a premiê italiano em voto de confiança

De acordo com seu porta-voz, Luca D'Alessandro, Berlusconi disse a parlamentares do Forza Italia, em uma reunião a portas fechadas, que o partido vai votar contra o governo, a menos que sejam feitas mudanças no Orçamento.

A fonte do partido disse ainda que foi tomada a decisão de romper com o governo. "O Forza Italia vai anunciar que está deixando a coalizão esta tarde", disse a fonte.

*com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.