Número oficial de mortos por tufão sobe para 5.209 nas Filipinas

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Dados apontam ainda que 4 mi estão desabrigados, 23.500 feridos e mais de 1.600 estão desaparecidos

Reuters

O número de mortes provocadas pelo tufão Haiyan, que atingiu as Filipinas duas semanas atrás, subiu para mais de 5.200, informou nesta sexta-feira a Agência Nacional de Desastre, o que faz do supertufão o pior desastre natural na história do país.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Número oficial de mortos pelo supertufão passou dos 5.000 nas Filipinas

O tufão, um dos mais fortes já registrados em todos os tempos, provocou mais mortes e destruição do que uma tempestade em 1991 que matou 5.101 pessoas em Ormoc, na mesma província de Leyte que foi devastada pelo Haiyan. O número exato de mortes divulgado nesta sexta-feira é 5.209.

Eduardo del Rosario, diretor-executivo do Conselho Nacional de Redução de Risco e Gerenciamento de Desastre, disse que cerca de 23.500 pessoas ficaram feridas e mais de 1.600 ainda estão desaparecidas devido ao tufão, que também deixou mais de 4 milhões de desabrigados.

Os danos a plantações e a infraestrutura foram avaliados em 12 bilhões de pesos (274 milhões de dólares).

A maioria das vítimas morreu afogada ou atingida pelo desabamento de estrutura e de árvores.

Segundo as autoridades, o número de mortos ainda deve subir, já que apenas 52 por cento da cidade de Tacloban teve os escombros retirados.

Leia tudo sobre: MUNDOFILIPINASMORTOSMORTOS

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas