Presidente Cristina Kirchner volta ao trabalho na Argentina após cirurgia

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Agenda tem apenas reuniões internas em sua casa. Cristina enfrentou cirurgia para drenar hematoma cerebral

Reuters

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, retomou os compromissos nesta segunda-feira após ficar mais de um mês em recuperação devido uma cirurgia para drenar um hematoma cerebral. No primeiro dia de atividades oficiais, a agenda tem apenas reuniões internas com autoridades.

Conheça a nova home de Último Segundo

Entenda: Cristina Kirchner opera hematoma cerebral

AP
A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, chega a hospital em Buenos Aires (7/10)


Cristina vai trabalhar na residência presidencial, onde à tarde receberia, sucessivamente, o secretário-geral da Presidência, Oscar Parrilli, o chefe de gabinete, Juan Manuel Abal Medina, e o vice-presidente, Amado Boudou, informou uma nota oficial.

Presidente Cristina Kirchner recebe alta após cirurgia no cérebro

Dilma Rousseff deseja 'melhoras' a Cristina Kirchner

A presidenta argentina recebeu alta médica na semana passada, quando foi anunciado que ela retomaria as atividades nesta segunda-feira. De acordo com os médicos que cuidaram da presidente, Cristina não poderá realizar viagens aéreas por ao menos 30 dias, e em 9 de dezembro será submetida a um novo exame para analisar sua evolução.

A cirurgia no cérebro obrigou Cristina a abandonar a campanha a 20 dias das eleições legislativas na Argentina, nas quais o governo sofreu uma dura derrota. As eleições ocorreram em 27 de outubro. Agentes políticos e econômicos aguardam com expectativa a retomada das atividades da presidente, num país em que as decisões são centralizadas por ela.

(Reportagem de Guido Nejamkis)

Leia tudo sobre: cristina kirchnerargentina

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas