Rebeldes muçulmanos da Síria decapitam combatente por engano

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo ligado ao Al- Qaeda decapitou um de seus próprios combatentes após confundi-lo com um xiita

Reuters

Um grupo de rebeldes muçulmanos sunitas sírios ligados ao Al- Qaeda decapitou um de seus próprios combatentes após confundi-lo com um xiita estrangeiro combatente do presidente Bashar al-Assad, disse um grupo de monitoramento neste sábado (16).

Conheça a nova home do Último Segundo

Um vídeo publicado pelo Observatório Sírio para os Direitos Humanos mostra dois membros do Estado Islâmico do Iraque e o Levante (ISIL) brandindo uma cabeça decepada diante de uma multidão em Aleppo e dizendo que ele era uma xiita iraquiano lutando para Assad.

O chefe do Observatório Rami Abdelrahman disse que o homem foi posteriormente identificado pelo grupo al-Sham Ahrar, que luta ao lado de ISIL, como Mohammed Marroush, um de seus combatentes.

"(O ISIL) admitiu que matou o rebelde, e prendeu um homem tunisiano por ter cortado a sua cabeça", disse Abdelrahman, acrescentando que o tunisiano tinha sido submetido a um tribunal rebelde islâmico em Aleppo.

Marroush tinha sido ferido em combate em torno de Aleppo e levado a um hospital para tratamento, onde os combatentes do ISIL disseram que o ouviram repetir o nome de dois imãs xiitas venerados, Ali e Hussein, disse Abdelrahman.

Leia tudo sobre: MUNDOSIRIAREBELDESDECAPITAM

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas