Emocionado, ex-premiê da Austrália Kevin Rudd anuncia renúncia ao Parlamento

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Legislador que foi líder do governo por duas vezes disse que deixaria seu assento por motivos familiares

Kevin Rudd, que por duas vezes conquistou e perdeu a liderança do governo da Austrália nos últimos seis anos, anunciou sua saída da vida política.  

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Ex-chanceler australiano Kevin Rudd concede coletiva em Brisbane, Austrália

Rudd se tornou premiê pela primeira vez após liderar o Partido Trabalhista, de centro-esquerda, na vitória eleitoral de 2007. Ele foi deposto em uma luta interna de poder em 2010 e então retornou à liderança do país poucos meses antes de uma coalizão conservadora conquistar o poder no pleito de setembro. 

Austrália: Rudd toma posse como premiê e pede 'gentileza' a políticos

Em junho: Premiê Julia Gillard perde liderança do partido

Rudd afirmou ao Parlamento nesta quarta-feira (13) que ele renunciaria ao seu assento na Câmara dos Representantes ao final da semana por questões familiares. 

O legislador de 56 anos surpreendeu muitos analistas que esperavam que Rudd continuasse na política para fazer uma terceira tentativa de se tornar primeiro-ministro depois das próximas eleições de 2016.

Mais sobre Rudd: Chanceler renuncia e abre crise para premiê da Austrália

"Minha família deu tudo de si por mim na vida pública e pela nação", disse Rudd, emocionado, ao Parlamento. "Agora é o momento de eu dar algo de volta para eles."

Rudd foi deposto em 2010 pela sua vice, Julia Gillard, após uma queda de popularidade. Ela se tornou a primeira premiê australiana mulher. Mas seus aliados no governo se viraram contra ela em favor de Rudd em um voto de confiança em junho depois que ela fracassou em melhorar os índices de apoio ao partido.

Com AP 

Leia tudo sobre: ruddkevin ruddaustráliapremiê

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas