Tufão deixa ao menos 120 mortos nas Filipinas

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

Temporal com ventos de até 275km/h causou inundações, deslizamentos de terra e destruiu casas

BBC

A passagem do tufão Haiyan pelas Filipinas causou ao menos 120 mortes e deixou um rastro de devastação.

O tufão foi um dos mais violentos já registrados em terra firme. O Haiyan poupou a capital Manila, mas causou muita destruição nas ilhas de Samar, Leyte e Cebu.

Nas regiões costeiras, vilarejos foram varridos com ventos de 275km/h. Preparados para o pior, centenas de milhares de pessoas deixaram suas casas e procuraram abrigo.

Mas nem todos conseguiram sair a tempo e, apesar da resposta dos serviços de emergência, há relatos de várias mortes.

O temporal causou inundações e deslizamentos de terra, destruiu casas e cortou a eletricidade.

Milhares de soldados enfrentam dificuldades para alcançar as áreas mais isoladas, entre as quais uma localidade na ilha de Leyte, onde há relatos de que vários corpos estariam espalhados pelas ruas.

Muitas das cidades atingidas pelo tufão tentavam se recuperar de um terremoto que atingiu as Filipinas no mês passado, deixando centenas de mortos e milhares de desabrigados.

Enquanto os Filipinos fazem um balanco dos estragos, o tufão se encaminha para o Mar do Sul da china, devendo seguir para o Vietnã.

Leia tudo sobre: TufãoFilipinasdestruição

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas