Presidente argentina foi operada no mês passado para drenar um hematoma cerebrar

Reuters

A presidente da Argetina, Cristina Kirchner, que em outubro foi operada para drenar um hematoma cerebral, recebeu alta neste sábado, mas seu retorno à atividade será decidido na segunda-feira depois de um exame cardíaco que será realizado neste final de semana, disse o porta-voz oficial do governo.

Na volta ao trabalho, presidente vai enfrentar ameaça de novos protestos de agricultores
AP
Na volta ao trabalho, presidente vai enfrentar ameaça de novos protestos de agricultores

O secretário de Comunicação Pública, Alfredo Scoccimarro, leu um relatório médico assinado pelos médicos, que destacam sua evolução favorável depois da cirurgia e os resultados satisfatórios de check-ups que Cristina fez na sexta-feira em clínica em Buenos Aires.

Enquanto ela estava se recuperando, os aliados de Cristina enfrentaram pesadas perdas nas eleições de meio de mandato, diminuindo sua maioria no Congresso, e acabando com as chances de uma mudança constitucional para permitir um terceiro mandato.

Outros desafios que ela enfrenta em seu retorno ao trabalho incluem a ameaça de novos protestos de agricultores que dizem que as políticas do governo estão acabando com seus lucros, e raiva da opinão pública sobre a alta inflação, controles cambiais e aumento de criminalidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.