Prefeito de Toronto é flagrado em vídeo fazendo ameaça de morte

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Cresce a pressão para que Rob Ford, que admitiu ter fumado crack, renuncie ao posto na maior cidade do Canadá

Opositores e aliados do prefeito de Toronto tiveram de se preocupar mais uma vez com a possibilidade de Rob Ford não ter mais o perfil ideal para comandar a maior cidade do Canadá depois do surgimento de um novo vídeo mostrando o líder com raiva e ameaçando "matar" alguém.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
O prefeito de Toronto, Rob Ford, faz comunicado à imprensa em frente ao prédio da prefeitura da cidade canadense (7/11)

Sua mãe o defendeu na noite de quinta-feira (7), dizendo que ela o aconselhou a lutar contra seu "grave problema de peso", arranjar um motorista, colocar um detector de álcool em seu carro e prestar atenção em suas companhias. Mas ela insistiu em dizer que seu filho, que possui um reconhecido problema de alcoolismo, não precisava entrar em um programa de reabilitação.

Momentos depois que o vídeo foi publicado na internet, o prefeito afirmou aos repórteres que estava "extremamente, extremamente embriagado" no vídeo e "envergonhado" por isso. O contexto do vídeo é desconhecido, e não ficou claro para quem Ford dirigia a sua ameaça. O vídeo foi publicado pelo site Toronto Star.

Drogas: Prefeito de Toronto admite ter fumado crack 'há cerca de um ano'

Rob Ford: Prefeito vê popularidade subir após escândalo com crack

Vereadores se uniram em esforços para forçar a renúncia de Ford, mas não existe um caminho constitucional claro para que isso aconteça.

A polêmcia que gira em torno de Ford atingiu um novo patamar na semana passada, quando a polícia disse ter obtido um vídeo em que mostrava o prefeito fumando crack.

Depois de meses sendo evasivo e fugindo de questionamentos, Ford admitiu na terça-feira ter feito uso da droga durante uma bebedeira há cerca de um ano. Apesar da imensa pressão, o prefeito se recusou a renunciar ou tirar uma licença.

Aos 44 anos, Ford, que é casado e tem das filhas, disse na quinta-feira que ele cometeu erros e "tudo o que posso fazer é tranquilizar as pessoas. Eu não sei o que dizer". "É extremamente vergonhoso. O mundo inteiro vai ver isso", disse.

No novo vídeo, Ford caminha em círculos, agitando nervosamente os braços, e arregaça as mangas de sua camisa dizendo que vai "garantir" que a pessoa desconhecida seja morta.

Ford diz a outra pessoa na sala que quer "matar" alguém. "Porque eu vou matar aquele cara", diz Ford nas imagens. "Ou ele morre ou eu morro."

De acordo com o site da Toronto Star, o vídeo foi comprado pelo veículo por US$ 5 mil de "uma fonte que fez o vídeo do computador de outra pessoa". O jornal afirmou que a "pessoa com o computador estava lá, na sala".

O vereador James Pasternak exigiu que Ford se retire "dignamente". "Esse vídeo é muito perturbador. É muito triste, muito triste."

Giorgio Mammoliti, outro vereador e aliado de Ford, fez um apelo para que o prefeito vá para a reabilitação e disse em comunicado temer "que se o prefeito não procurar ajuda agora, ele vai sucumbir de problemas de saúde relacionados aos seus vícios."

Em entrevista á TV, a mãe e a irmã de Ford reconheceram que ele tem problemas, mas insistiram que ele não é um viciado e defenderam sua capacidade de permanecer no cargo.

Sua mãe, Diane, afirmou que Ford não precisa de um programa de reabilitação, acrescentando que ele deveria cuidar do seu "problema de peso" primeiro.

"Se ele estivesse realmente em apuros e realmente precisasse de ajuda, eu seria a primeira ... Eu o colocaria sob meus cuidados e o levaria lá ", disse ao canal de TV CP24.

Kathy, irmã do prefeito, acrescentou: "Robbie não é um viciado em drogas. Eu sei, porque eu sou uma ex-viciada."

O chefe da polícia de Toronto Bill Blair disse que a polícia possui um segundo vídeo, mas ele se recusou a discutir o conteúdo das imagens. O porta-voz da polícia Mark Pugash disse que o vídeo divulgado na quinta não é o mesmo que Blair se referiu.

Com AP

Leia tudo sobre: rob fordtorontocrackcanadávídeo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas