Republicano vence eleição em Nova Jersey, enquanto democrata leva em Virgínia

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Chris Christie foi 1º republicano a vencer com mais de 50% em 25 anos; McAuliffe teve vitória apertada em Virgínia

O governador de Nova Jersey, Chris Christie, um possível candidato republicano à presidência, foi reeleito com facilidade em uma das eleições mais importantes deste ano nos EUA nesta terça-feira (5). Os republicanos perderam por pouco o governo da Virgínia, enquanto os nova iorquinos elegeram um democrata para suceder o bilionário Michael Bloomberg na prefeitura.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Governador de Nova Jersey, republicano Chris Christie, comemora sua reeleição no Parque Asbury (5/11)

A vitória em um Estado de tendência democrata demonstra o apelo amplo e bipartidário de Christie, o que poderia render a ele uma indicação à corrida presidencial pelo Partido Republicano em 2016.

Além dessas eleições, no Estado de Washington, os eleitores estavam votando sobre a necessidade de alimentos geneticamente modificados terem indicações do uso de transgênicos em suas embalagens. E no Colorado, aprovaram uma medida para taxar o imposto sobre a maconha em 25%.

NY: De Blasio leva democratas de volta à prefeitura após 20 anos

Com 99% das urnas apuradas, em Nova Jersey, Christie recebeu 60% dos votos contra 38% da democrata Barbara Buono, uma senadora. Ele é o primeiro republicano em 25 anos a receber mais de 50% dos votos em Nova Jersey, Estado que votou majoritariamente no presidente democrata Barack Obama no ano passado.

"Obrigado, Nova Jersey, por me fazer o cara mais sortudo do mundo", disse Christie em seu discurso de vitória no Parque Asbury.

Christie contou com o apoio de democratas, independentes e minorias para conquistar a vitória. Isso pode posicioná-lo como um candidato que enfatiza o pragmatismo em vez da ideologia, tornando-o o republicano mais elegível nas disputadas primárias do partido em 2016.

Mas não está claro se os eleitores das primárias republicanas, que tendem a ser mais conservadores e ideológicos que o eleitorado geral, dará uma chance ao governador do Estado do nordeste. 

Em Virgínia, McAuliffe, amigo próximo de Bill e Hillary Clinton, derrotou Cuccinelli, o promotor-geral do Estado. Com 99% das urnas apuradas, McAuliffe levou 48% dos votos, contra 45% de Cuccinelli, enquanto o libertário Robert Sarvis recebeu 7%.

AP
Senadores Mark Warner (esq.) e Tim Kaine (dir.) comemoram eleição de Terry McAuliffe em Virgínia na sede do Partido Democrata

"Nos próxmos quatro anos, a maioria dos democratas e republicanos querem fazer de Virgínia um modelo de liderança pragmática", disse McAuliffe em seu discurso da vitória. "Isso somente será possível se Virgínia for um modelo de cooperação bipartidária."

A candidatura de Cuccinelli foi prejudicada por seus laços com o movimento Tea Party, que foi amplamente responsabilizado pela paralisação do governo no mês passado. Um grande número de funcionários públicos federais vivem no norte da Virgínia, onde McAuliffe recebeu a grande maioria dos votos.

Em outras eleições, o ex-executivo da Saúde Mike Duggan foi eleito prefeito de Detroit, que enfrenta no momento por sua maior falência na história dos EUA. Em Boston, Martin Walsh, um deputado democrata, foi eleito para suceder o prefeito Thomas Menino, que não buscou ser reeleito após mais de duas décadas no cargo.

Com AP

Leia tudo sobre: christienova jerseyvirgíniamcauliffeeleiçõeseua

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas