Procurador público ganhou eleição prometendo enfrentar desigualdades sociais na cidade mais populosa dos EUA

Reuters

Bill de Blasio, do Partido Democrata, conquistou uma vitória arrasadora na eleição para suceder o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, levando os democratas de volta à prefeitura da cidade pela primeira vez em duas décadas.

Conheça a nova home do Último Segundo

Bill de Blasio abraça seu filho Dante e sua filha Chiara após ser eleito prefeito de Nova York
AP
Bill de Blasio abraça seu filho Dante e sua filha Chiara após ser eleito prefeito de Nova York

De Blasio, procurador público municipal, tinha vantagem sobre o adversário republicano Joe Lhote de 73% a 24%, com votos de 56% das zonas eleitorais apurados, após uma campanha em que prometeu enfrentar as desigualdades econômicas na cidade mais populosa dos Estados Unidos.

"Meus companheiros nova-iorquinos, vocês pediram alto e claro por uma nova direção, unidos pela crença de que nossa cidade não deve deixar nenhum nova-iorquino para trás", disse De Blasio em discurso a cerca de 2 mil partidários na noite de terça-feira (5), no Brooklyn.

Lucas Mendes:  Bill de Blasio - Vitória na Cabeça

Pesquisa: Democrata se prepara para vitória esmagadora em eleição em NY

Após prometer diminuir as diferenças entre ricos e pobres, o novo prefeito enfrenta agora o desafio de lidar com altas expectativas, incluindo manter a criminalidade nos menores níveis já registrados e fechar um acordo salarial com os sindicatos de funcionários públicos municipais.

De Blasio venceu uma apertada eleição primária dos democratas em setembro com foco nas críticas à polêmica tática policial do "pare e reviste", endossada por Bloomberg, e também atacando o atual prefeito por ter mantido "duas Nova Yorks", uma rica e a outra pobre.

Ao reconhecer a derrota na terça à noite, Lhota parabenizou De Blasio e disse que a campanha foi uma "luta que valeu a pena".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.