Cerca de 40% dos sírios precisam de ajuda humanitária, diz ONU

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em reunião do Conselho de Segurança, porta-voz diz que situação do país se deteriora 'rápida e inexoravelmente'

Reuters

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que cerca de 9,3 milhões de pessoas na Síria, ou cerca de 40% da população, precisem de ajuda humanitária por causa da guerra civil no país, disse a principal dirigente humanitária da organização nesta segunda-feira.

Conheça a nova home do Último Segundo

Síria: ONU alimenta 3,3 milhões, mas muitos seguem inacessíveis

"A situação humanitária na Síria continua a se deteriorar rápida e inexoravelmente", disse Valerie Amos em reunião do Conselho de Segurança, segundo sua porta-voz Amanda Pitt.

Reuters
ONU estima que 9,3 milhões de pessoas na Síria precisam de ajuda humanitária

"O número de pessoas que estimamos precisarem de assistência humanitária na Síria subiu para cerca de 9,3 milhões", disse Amanda, resumindo os comentários de Valerie aos 15 membros do Conselho. "Deles, 6,5 milhões de pessoas estão desabrigadas dentro do país." A Síria tem cerca de 23 milhões de habitantes.

"Valerie continua a pressionar o conselho por sua ajuda e influência sobre essas partes que possam assegurar a proteção de civis e de instalações civis; a passagem segura de pessoal e suprimentos médicos; a entrega segura e desimpedida de assistência humanitária; e que possam facilitar o progresso na ampliação de operações de alívio críticas, que salvam vidas", disse Amanda.

Também nesta segunda-feira, o governo sírio prometeu cooperação com campanhas de vacinação e distribuição de auxílio humanitário, após relatos sobre um surto de poliomielite no nordeste e alertas sobre desnutrição em áreas sob cerco militar.

Leia tudo sobre: síria

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas