Brasileiro tem morte cerebral após tentar apartar briga na Austrália

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Confusão aconteceu em Sydney no fim de semana e o biólogo chegou ao hospital com uma fratura no crânio

Agência Estado

Reprodução/Facebook
Lúcio Stein Rodrigues tentou apartar uma briga em supermercado na Austrália

O biólogo Lúcio Stein Rodrigues, de 34 anos, que foi agredido na Austrália ao tentar apartar uma briga envolvendo um amigo na frente de um conhecido pub irlandês, teve morte cerebral nesta segunda-feira (4). Rodrigues teria sido agredido e perdeu massa encefálica ao bater a cabeça contra um parquímetro.

Conheça a nova home do Último Segundo

Brasileiro tenta apartar briga e é agredido em Sidney

Um homem de 33 anos foi preso sem direito a fiança, acusado de ter agredido o biólogo, e outros dois são investigados. A confusão aconteceu em Sydney na madrugada deste domingo (3) e Rodrigues chegou ao Hospital St Vincent's com uma fratura no crânio. Precisou passar por cirurgia para aliviar a pressão na cabeça. O primo do biólogo, Bruno Pagotto Piovesani, oficializou a morte cerebral.


O Ministério das Relações Exteriores do Brasil informou que o Consulado em Sydney está em contato com o hospital e com a família do biólogo. Parentes confirmaram que recebem o auxílio do governo e que querem ir à Austrália o quanto antes. Os motivos que causaram a briga não foram informados mas, de acordo com a polícia australiana, teve a ver com o consumo de bebidas alcoólicas.

Capivari

Rodrigues é de Capivari (SP) e havia se mudado há cerca de dois anos para a Austrália para estudos na área de atuação. No Brasil, ele foi estudante da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e trabalhou como diretor de Meio Ambiente da prefeitura de Capivari.

Leia tudo sobre: GERALbrasileiroAustráliamorte

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas