Extrema-direita da Hungria gera protestos ao homenagear líder da Segunda Guerra

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Mil húngaros foram às ruas contra a estátua de Miklos Horthy, que presidiu aliança com Alemanha nazista

Reuters

O partido húngaro de extrema direita Jobbik inaugurou neste domingo uma estátua de Miklos Horthy, líder durante a época da Segunda Guerra que presidiu a aliança da Hungria com a Alemanha nazista, gerando protestos e preocupações sobre o anti-semitismo no país.

Conheça a nova home do Último Segundo

Cerca de mil húngaros foram às ruas da capital do país para denunciar a estátua. Por meio de nota, o prefeito central de Budapeste e líder parlamentar do partido governista, Antal Rogan, condenou o ato do partido de extrema-direita e disse que se trata de uma provocação política.

Laszlo Balogh/Reuters
Homenagem a Miklos Horthy, líder da Segunda Guerra, provoca protestos na Hungria



Leia tudo sobre: MUNDOHUNGRIAESTATUAPROTESTOS

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas