Dois jornalistas franceses são mortos no norte de Mali

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Em janeiro, a França deu início a uma intervenção militar no país; os dois profissionais foram sequestrados e mortos

Reuters

Dois jornalistas franceses sequestrados por atiradores na cidade de Kidal, no norte do Mali, foram mortos neste sábado, informou o ministro das Relações Exteriores da França. "Claude Verlon e Ghislaine Dupont, jornalistas do RFI, foram encontrados mortos em Mali", escreveu o ministério em comunicado. "Eles haviam sido raptados por atiradores em Kidal".

Em janeiro, a França deu início a uma intervenção militar no país.

Conheça a nova home do Último Segundo

Julho: França confirma que corpo encontrado no Mali é de refém francês

Reféns franceses no Níger voltam para casa após três anos no Saara

AP
Dois jornalistas franceses são sequestrados e mortos no Mali


A informação já havia sido confirmada à Reuters por um prefeito local, fontes do grupo separatista tuaregue MNLA e dos serviços de segurança do Mali. "Alguns minutos após a busca pelos sequestradores dos dois franceses ter início, fomos informados de que seus corpos foram encontrados cheios de balas no exterior da cidade", disse o prefeito da cidade de Tinzawaten, baseada em Kidal, Paul-Marie Sidibe.

Uma autoridade militar sênior do MNLA também disse que os corpos foram recuperados no exterior de Kidal. Uma fonte de segurança do Mali afirmou que os jornalistas foram mortos a cerca de 12 quilômetros da cidade.

Leia tudo sobre: malisequestrojornalistas franceses

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas