Presidente da Argentina é submetida a tomografia e tem 'evolução normal'

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Cristina Kirchner voltou a hospital para realizar exames pós-operatórios 10 dias depois de alta de cirurgia

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi submetida na noite de quarta-feira (23) a uma tomografia, parte dos exames pós-operatórios depois de cirurgia para a retirada de um hematoma cerebral.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, chega a hospital em Buenos Aires (7/10)

Acompanhada de sua irmã Giselle, Cristina deu entrada na Clínica Favaloro, em Buenos Aires, às 21h, segundo o jornal argentino Clarín. O exame de rotina não apresentou nenhuma anormalidade, segundo informou o porta-voz da presidência Alfredo Scoccimarro.

Análise: Ausência forçada de Cristina evidencia falta de herdeiro político

13 de outubro: Cristina Kirchner recebe alta após cirurgia no cérebro

"Ela está muito bem, foi submetida ao exame e se recupera. Está com ótimo humor", disse Scoccimarro aos jornalistas que acompanhavam a ida da presidente ao hospital. Foi a primeira vez desde que a presidente teve alta, no dia 13 de outubro, que foram divulgadas informações oficiais sobre seu estado de saúde.

A recomendação médica continua a ser o repouso por pelo menos 30 dias após a cirurgia. Os pontos da cirurgia já foram retirados e a presidente já retomou suas caminhadas matinais, mas está proibida de fazer grandes esforços físicos.

Cirurgia: Cristina Kirchner opera hematoma cerebral

Hospital: Simpatizantes de Cristina Kirchner fazem vigília

Seguno o boletim, a tomografia do cérebro mostrou "uma evolução normal para o tempo transcorrido desde a cirurgia". O boletim afirma que a presidente também realizou um cateterismo recentemente por ter apresentado uma arritmia.

"Uma vez completa a recuperação pós-operatória, serão realizados exames cardiovasculares complementares", disse o informe médico, acrescentando que a única alteração observada até agora foi um "bloqueio intermitente do ramo esquerdo".

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas