Exercícios militares teriam provocado grande incêndio florestal na Austrália

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Condições meteorológicas melhoraram nesta quarta-feira; moradores deixaram suas casas em New South Wales

Um exercício de treinamento militar provocou o maior dos incêndios florestais que têm devastado o mais populoso Estado da Austrália desde a semana passada, disseram investigadores nesta quarta-feira (23).

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Bombeiro extingue incêndio que devastou propriedade em Bilpin, 75 quilômetros de Sidney

Austrália: Leve queda de temperatura e garoa aliviam incêndios florestais

NYT: Austrália culpa mudança climática por 'verão zangado'

Os mais de 100 focos de incêndio mataram um homem e destruíram mais de 200 casas em New South Wales desde a quinta-feira passada.

Investigadores do Corpo de Bombeiros descobriram que um grande incêndio perto da cidade de Lithgow, a oeste de Sidney, começou em 16 de outubro próximo a uma área de treinamento do Departamento de Defesa, e que as chamas "foram iniciadas como resultado de exercícios com munições".

O incêndio atingiu 47 mil hectares e destruiu várias cassas, mas ninguém ficou ferido ou morreu. Ele chegou a ser classificado como alerta máximo de emergência, mas foi rebaixado nesta quarta.

O Departamento de Defesa se recusou a comentar as descobertas dos investigadores, mas confirmou que um exercício de treinamento com explosivos foi realizado em 16 de outubro. O Departamento de Defesa também está investigando as ligações entre o exercício e o incêndio.

Leia mais:
Onda de calor faz Austrália adotar mais cores na escala de temperatura
Incêndios florestais castigam Austrália em verão com altas temperaturas

A revelação provocou a indignação de Mark Greenhill, prefeito da comunidade das Montanhas Azuis, que foi atingida por muitos dos incêndios da semana passada. "Eu esperaria que em um dia como esse - que estava seco, quente, com ventos - que o Exército da Austrália soubesse que não seria um bom momento para explosões", disse.

O premiê de New South Wales, Barry O'Farrell, veio em defesa do Exército. "Eu quero garantir que isso não diminui os esforços que a Defesa tem feito na última semana em ajudar os serviços de emergência do Estado a combater esses incêndios", disse ao canal de TV Seven.

Os ventos que costumam espalhar incêndios florestais se acalmaram nesta quarta-feira, depois que vários moradores das Montanhas Azuis deixaram suas casas. Os residentes foram informados de que poderiam voltar às suas casas na noite de quarta, conforme as condições meteorológicas melhoraram.

Com AP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas