Irã anuncia nova rodada de diálogos com potências sobre programa nuclear

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Autoridades iranianas dizem que novo encontro será em 7 e 8 de novembro, o que indicaria progresso na conferência

O Irã se encontrará novamente com representantes das seis potências mundiais no início do mês que vem para discutir formas de aliviar os temores de que o país estaria em busca de produzir armas nucleares, afirmaram autoridades iranianas nesta quarta-feira (16).

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Chanceler suíço, Didier Burkhalter, (esq.) conversa com colega iraniano Mohammad Javad Zarir em reunião às margens da conferência em Genebra

Uma nova reunião, que segundo a TV estatal iraniana acontecerá em 7 e 8 de novembro, reflete sinais de progresso nos atuais diálogos nucleares em Genebra.

O chanceler Mohammad Javad Zarif publicou comentários semelhantes em sua página no Facebook enquanto os EUA e seus parceiros discutiam com representantes iranianos os detalhes de um plano apresentado por Teerã para uma saída do impasse.

Genebra: Irã apresenta propostas para programa nuclear durante conferência

Terça: Potências dão início a negociações sobre programa nuclear do Irã

O Irã afirma que não está interessado em produzir armas nucleares. Sua proposta ontem às seis potências - EUA, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha - se concentrou nas exigências que o enriquecimento de urânio e outras atividades dentro do Irã que poderiam resultar na fabricação de armas nucleares seriam paralisadas ou reduzidas.

Nenhum detalhe da proposta iraniana foi divulgado. Mas comentários de autoridades ocidentais que se reuniram com os negociadores do Irã indicaram que havia um interesse no plano, e o vice-chanceler iraniano, Abbas Araghchi, caracterizou-o como uma maneira de o Irã deixar "o escuro" caminho do isolamento internacional. 

Infográfico: Saiba mais sobre o mundo nuclear

As negociações nucleares anteriores eram esporádicas, refletindo o impasse entre os dois lados. Os comentários de Zarif no Facebook de que as negociações serão retomadas reforçaram as expectativas de que algum progresso de fato foi feito.

Zarif disse que os seis países receberam bem a "nova abordagem" do Irã, e também falou que as potências mostraram "uma nova atitude".

O Irã quer que as dolorosas sanções internacionais sejam suspensas em troca de possíveis concessões que, no passado, o país não estava disposto a considerar, como um aumento do monitoramento internacional em seu programa nuclear e a redução do nível de enriquecimento de seu urânio - uma forma potencial de produzir armas nucleares e o centro de um impasse com o Ocidente.

Um dia antes de conferência: Israel faz alerta sobre programa nuclear do Irã

Genebra: Irã espera que reunião resulte em roteiro para fim de impasse nuclear

Negociações internacionais para reduzir os temores de que o Irã estaria interessado em fabricar armas atômicas estão paralisadas há mais de 10 anos, com Teerã insistindo que sua produção é pacífica. 

Mas o diálogo aparentemente tomou um novo rumo desde que o presidente reformista Hassan Rouhani foi eleito no Irã em junho.

A reunião desta quarta-feira teve início com horas de atraso, porque as potências estavam discutindo entre si os próximos passos para a nova rodada de conversas com Teerã hoje.

Com AP

Leia tudo sobre: irãprograma nucleareuareino unidofrançaalemanhachinarússiagenebra

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas