Homem-bomba mata político e mais sete no Paquistão

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Grupo aliado ao Taliban paquistanês assumiu a autoria do atentado como retaliação pela morte de presos

Reuters

Um homem-bomba matou na quarta-feira o secretário de Justiça de uma província paquistanesa e outras sete pessoas, em meio às festividades islâmicas do Eid al Adha. Israr Gandapur foi morto na sua casa quando cumprimentava moradores da sua aldeia, que haviam ido até ele por causa da celebração religiosa.

Conheça a nova home do Último Segundo

Leia mais: EUA dizem ter capturado alto comandante do Taleban paquistanês

Mais de 30 pessoas ficaram feridas no ataque, segundo Irfan Mahsud, comissário assistente de polícia da localidade de Dera Ismail Khan, a quase 300 quilômetros de Islamabad, a capital.

AP
Homem ferido em atentado no Paquistão que matou oito pessoas


O Ansar al Mujahideen, grupo aliado ao Taliban paquistanês, assumiu a autoria do atentado, como retaliação pela morte de presos durante um motim carcerário em julho na mesma cidade.

Em julho: Taleban ataca prisão no Paquistão e liberta mais de 200 detentos

No Paquistão: Atiradores atacam escritórios da agência de espionagem

Gandapur era o chefe da aldeia de Kulachi, a cerca de 50 quilômetros de Dera Ismail Khan, além de ser secretário de Justiça da província de Khyber Pakutunkhwa, reduto do Taliban.


Leia tudo sobre: paquistãoatentadomortetaliban

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas