Bomba em microfone mata governador que fazia discurso em mesquita no Afeganistão

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Arsallah Jamal, confidente do presidente afegão, Hamid Karzai, já havia sido alvo de tentativas de assassinato

Uma bomba plantada dentro de um microfone de uma mesquita matou o governador da província de Logar, no leste do Afeganistão, enquanto ele fazia um discurso a fiéis na manhã desta terça-feira (15) para marcar o feriado muçulmano de Eid al-Adha, informaram autoridades.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
Policiais afegãos inspecionam mesquita em Puli Alam, Logar, onde uma bomba plantada em microfone matou o governador Arsallah Jamal

Kerry: EUA alcançam acordo parcial de segurança com o Afeganistão

Machismo: Preconceito e assédio sexual impedem afegãs de virarem policiais

A explosão na principal mesquita na capital da província de Puli Alam matou o governador Arsallah Jamal e deixou outros 15 feridos - cinco deles em estado grave, segudo o porta-voz do governador, Din Mohammad Darwesh.

Jamal, 47, era um confidente próximo ao presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, e foi o coordenador de sua campanha durante as eleições presidenciais de 2009. Ele também foi governador da província de Khost, ao leste, até ser indicado ao seu atual posto em Logar em abril.

Afeganistão: Soldado dos EUA pega prisão perpétua por massacre de 16 civis

Não houve comentários do gabinete de Karzai sobre o ataque.

Jamal já havia sobrevivido a várias tentativas de assassinato no passado. Entre esses ataques, houve dois atentados suicidas contra seu gabinete em Khost em maio e julho de 2009, e um ataque com carro-bomba contra seu comboio em agosto de 2007.

Feriado: Bomba mata 14 mulheres e crianças afegãs; presidente pede paz

Karzai: Militantes do Taleban invadem complexo presidencial em Cabul

Nenhum grupo reivindicou autoria pelo ataque desta terça, mas o Taleban frequentemente lança atentados contra autoridades do Afeganistão, tropas do Exército e da Otan como parte de sua campanha para retomar o território enquantro soldados estrangeiros se preparam para a retirada em 2014.

A explosão ocorreu enquanto Jamal estava falando a fiéis dentro da mesquita, informou o vice-chefe da polícia de Logar, Rais Khan Abbul Rahimzai. A bomba aparentemente foi plantada dentro do microfone, afirmaram duas autoridades em condição de anonimato, porque não estavam autorizados a falar com a imprensa.

A precisão do ataque e o fato de a bomba estar escondido na base do microfone que seria usado por Jamal são claras indicações de que o governador era um alvo claro.

Logar, localizada ao sul de Cabul, era uma província relativamente tranquila. Mas recentemente foi palco de um influxo de militantes do Taleban e de um aumento de ataques contra forças do governo.

Com AP

Leia tudo sobre: afeganistãologarjamalgovernadorkarzaitalebanataquemesquita

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas