Senado dos EUA lidera esforços para resolver impasse do orçamento

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Negociações serão retomadas depois que a Casa Branca rejeitou um plano dos republicanos sobre teto da dívida

Negociações urgentes para encerrar uma paralisação parcial do governo dos EUA e afastar um risco de calote sem precedentes pelo país foram concentradas em propostas do Senado, depois que a Casa Branca rejeitou plano de republicanos da Câmara dos Representantes.

Conheça a nova home do Último Segundo

Reuters
Líder da maioria da Câmara dos EUA, Eric Cantor, caminha na Câmara para votação no Capitólio em Washington (12/10)

Segundo parlamentares, os republicanos da Câmara saíram nervosos de uma reunião entre seus líderes no sábado, acusando a Casa Branca de rejeitar suas ideias e de recusar a negociação.

12 de outubro: Fracassa acordo para resolver crise fiscal no Congresso dos EUA

Diante de impasse: Atrações turísticas reabrem apesar da paralisação do governo

Republicanos da Casa dos Representantes saíram nervosos de uma reunião fechada entre seus líderes neste sábado, acusando a Casa Branca de rejeitar suas ideias e de recusar negociar com eles.

Enquanto os líderes do Seando tentam elaborar um acordo, o presidente Barack Obama ficará fora dos olhos do público neste domingo. Antes do meio-dia, a Casa Branca afirmou que seria altamente improvável que o presidente deixasse a Casa Branca ou falasse publicamente pelo resto do dia.

Quinta: Boehner defende elevação de curto prazo do teto da dívida dos EUA

Jornal: Obama rejeita oferta dos republicanos para encerrar paralisação

O senador Harry Reid, líder da maioria no Senado, foi escalado para manter conversas no domingo com o líder da minoria, o republicano Mitch McConnell, sobre o quanto o teto da dívida poderia ser elevado e como acabar com a paralisação do governo, atualmente em seu 13º dia.

Obama fez uma série de notórias aparições públicas nos primeiros dias da paralisação, durante as quais ele tentou culpar os republicanos pelo impasse fiscal. Mas o presidente tem ficado longe das câmeras de televisão desde que começou a se reunir com os parlamentares na quarta-feira à tarde.

Entenda: Confronto no Congresso sobre teto da dívida ameaça Washington

Obama sobre impasse: 'Extorsão não pode fazer parte da democracia'

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, que tem relações estreitas com os parlamentares que foram seus colegas durante seu mandato como senador, também ficou fora de vista.

"Talvez nós precisemos de Joe Biden fora do programa de proteção a testemunhas", disse o senador republicano John McCain durante um programa da CBS, fazendo alusão à legendária habilidade de Biden de conquistar acordos com os republicanos.

Com Reuters

Leia tudo sobre: euaparalisaçãoimpasseorçamentocongressodemocratasrepublicanosobamabiden

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas