Grandes ondas já atingiram as praias no Estado de Andhra Pradesh antes da chegada do ciclone Phalin à costa

Reuters

Dezenas de milhares fugiram de casas em áreas litorâneas da Índia nesta sexta-feira, preparando-se para o maior ciclone no país em 14 anos. Grandes ondas já atingiam as praias no Estado de Andhra Pradesh, mais de 24 horas antes do horário previsto para a chegada do ciclone Phalin à costa.

Conheça a nova home do Último Segundo

Imagem fornecida pelo Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA mostra ciclone da Índia
AP
Imagem fornecida pelo Laboratório de Pesquisa Naval dos EUA mostra ciclone da Índia

Moradores de aldeias foram levados para escolas no norte do Estado e no vizinho Odisha, e o pânico motivou uma alta no preço dos alimentos.

Imagens de satélite mostram o Phailin a cerca de 500 quilômetros do litoral da baía de Bengala, onde deve chegar na noite de sábado (hora local), causando ressaca com ondas de até 3 metros, além de inundações.

Em maio: Ciclone Mahasen perde força após atingir Bangladesh

ONU: Desastres naturais causaram prejuízo de US$ 138 bilhões

As imagens mostram uma tempestade com uma área equivalente à metade da Índia. Alguns meteorologistas comparam a dimensão e intensidade do sistema ao furacão Katrina, que devastou a costa sul dos EUA em 2005.

Cerca de 260 mil pessoas já foram retiradas de casa, e muitas outras devem sair até o final do dia, segundo autoridades dos dois Estados. Mas muitos moradores em aldeias litorâneas disseram não ter recebido orientações sobre uma retirada, e outros se mostravam dispostos a permanecer em suas casas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.