Cristina Kirchner continua recuperação e ingere alimentos sólidos

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo porta-voz, presidente da Argentina continua em evolução favorável e comeu 'verduras e maçã assada'

Reuters

A presidente argentina, Cristina Kirchner, continua em evolução favorável e começou a ingerir alimentos sólidos, disse nesta quinta-feira (10) o porta-voz presidencial, dois dias depois de ela ter sido submetida a uma cirurgia para remover um hematoma do crânio.

Conheça a nova home do Último Segundo

AP
A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, chega a hospital em Buenos Aires (7/10)

8 de outubro: Cristina Kirchner opera hematoma cerebral

Médicos: Cristina Kirchner se recupera 'favoravelmente' após cirurgia

A presidente permanece internada na unidade de tratamento intensivo do Hospital Universitário Fundação Favaloro, no centro de Buenos Aires, onde foi operada na terça-feira (8).

"Há pouco, terminou de comer verduras ao vapor e também uma maçã assada, tomando caldo... Está se recuperando muito bem. Está progredindo muito bem", disse a jornalistas o porta-voz presidencial, Alfredo Scoccimarro.

A operação de Cristina, que deixou o governo nas mãos do vice-presidente Amado Boudou, a deixará afastada da campanha eleitoral para uma eleição parlamentar fundamental que será realizada em 27 de outubro.

Argentina: Mistério sobre saúde de Cristina Kirchner gera especulações

Sábado: Cristina Kirchner ficará um mês de licença médica

Cristina foi internada na segunda-feira para realização de exames pré-cirúrgicos, após sentir um formigamento no braço no domingo que obrigou seus médicos a optarem pela intervenção cirúrgica, no lugar do repouso indicado inicialmente.

Ela ficou internada por várias horas no sábado para exames clínicos, após os quais lhe foram indicados 30 dias de repouso para permitir a absorção do hematoma causado por uma pancada na cabeça sofrida em uma queda em meados de agosto.

O acidente havia sido mantido em segredo e os detalhes continuam desconhecidos. Não há informação oficial exata sobre quanto tempo a presidente ficará hospitalizada ou quando poderá retornar ao trabalho.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas