Onda de ataques e explosões no Iraque deixam ao menos 45 mortos

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Al-Qaeda assumiu autorida por atentados suicidas na região curda do norte do país ocorridos no mês passado

Uma onda de ataques por todo o Iraque, incluindo uma série de explosões coordenadas em Bagdá, deixou ao menos 45 mortos nesta segunda-feira (7), enquanto a Al-Qaeda assumiu a autoria de ataque suicidas na relativamente pacífica região do norte do país.

Violência: Onda de ataques deixa 51 mortos em bairros xiitas de Bagdá

AP
Transeuntes observam veículo destruído no distrito de al-Jadidah em Bagdá, no Iraque

Iraque: Homem-bomba ataca em funeral e mata pelo menos 40 pessoas

Bagdá: Crianças encontram 10 corpos algemados e vendados

Os ataques sangrentos elevam as preocupações de que o país esteja retornando a uma situação de guerra sectária que marcaram os anos após a invasão norte-americana ao país em 2003.

Uma onda de explosões atingiram a capital Bagdá em oito bairros diferentes, segundo policiais. A força de uma das explosões, a de um carro-bomba detonado no bairro Bab al-Sharji, deixou quatro mortos, 11 feridos e estilhaçou janelas no centro de Bagdá.

ONU: Violência no Iraque deixou mais de mil mortos em julho

Após guerra: EUA buscam saídas para frear suicídios de veteranos

Mais de 5 mil pessoas foram mortas desde que os ataques violentos passaram a ser mais frequentes, em abril, incluindo mais de 50 peregrinos xiitas em um atentado suicida em Bagdá no sábado e 12 crianças mortas no dia seguinte quando um veículo repleto de explosivos foi detonado perto de uma escola no norte do país.

O ataque mais mortal desta segunda-feira ocorreu quando um carro-bomba e uma bomba posicionada em uma estrada explodiram um mercado e um estacionamento no distrito xiita de Husseiniya, deixando sete mortos e 21 feridos.

Os carros-bombas também atingiram os bairros xiitas de Zafaraniyah, com quatro mortos e 11 feridos, Alam, com dois mortos e 10 feridos, Obeidi, com cinco mortos e oito feridos. Outra bomba explodiu do lado de fora de uma cafeteria em Zafaraniyah, deixando três mortos e 10 feridos.

Análise: Violência pode levar à desintegração do Iraque

Também nesta segunda, a Al-Qaeda assumiu autorida de atentados suicidas na relativamente pacífica região curda do norte do país. O ataque de 29 de setembro atingiu um prédio que abrigava o Ministério do Interior regional e outras agências de segurança em Irbil, capital da região curda, deixando ao menos seis soldados curdos mortos e mais de 30 feridos. 

Com AP

Leia tudo sobre: iraquecarro bombaal qaedabagdáataque

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas