Dilma usa Twitter para novas críticas à espionagem dos EUA

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Presidente diz que ganhou um livro sobre os "métodos modernos de espionagem da NSA" e voltou a cobrar explicações do governo americano

A presidente Dilma Rousseff usou sua conta no Twitter neste domingo (6) para fazer novas críticas à espionagem dos Estados Unidos ao Brasil. Dilma diz que ganhou um livro do jornalista James Bamford sobre "os métodos modernos de espionagem" da Agência Nacional de Segurança (NSA, sigla em inglês.

ONU: Dilma diz que espionagem é 'afronta' e 'fere direito internacional'

Publicado em 2008, The Shadow Factory: The Ultra-Secret NSA from 9/11 to the Eavesdropping on America (algo como A fábrica de sombras: A Ultra-secreta NSA do 11/9 à Espionagem da América), mostra, segundo Dilma, que "vem ocorrendo há mais tempo o que apareceu agora: espionagem a cidadãos brasileiros (inclusive eu), cias e ministérios".

Reprodução Twitter
Dilma volta a criticar no Twitter espionagem dos EUA

Para a presidente, a conclusão do livro é a seguinte: "aumenta a capacidade tecnológica para espionar c/ total descontrole sobre quem acessa os dados".

Nas mensagens, Dilma voltou a cobrar explicações e mudanças de comportamento por parte dos norte-americanos e relembrou ter denunciado o caso na Assembleia da Organização das Nações Unidas (ONU) como uma violação dos direitos humanos e da soberania do País.

Dia 17: Dilma decide cancelar viagem de chefe de Estado aos EUA

A presidente disse ainda que enviou ao Congresso uma nova proposta de Marco Civil da Internet, uma iniciativa que, segundo ela, "irá ampliar a proteção da privacidade dos brasileiros." O projeto deve ser apreciado nas próximas semanas. Dilma também disse que enviará uma proposta de marco civil internacional à ONU assim que o projeto nacional for aprovado.

Presidente argentina

Dilma também expressou sua solidariedade à presidente argentina Cristina Kirchner, que está em repouso médico por causa de complicações de um traumatismo craniano. "@CFKArgentina é amiga do Brasil e minha amiga. #FuerzaCristina".

Denúncia de espionagem contra o Brasil:
- Brasil pede esclarecimentos aos EUA após denúncia de espionagem
- Presidente Dilma foi alvo de espionagem dos EUA, diz TV
- Documentos revelam que Petrobras foi alvo de espionagem dos EUA

Dilma não se pronunciou sobre as recentes mudanças no cenário político brasileiro. Em nenhuma de suas mensagens citou a recente aliança Eduardo Campos e Marina Silva.

Com Agência Estado

Leia tudo sobre: dilma roussefftwitterespionagem eua brasilobamansasnowden

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas