'De jeito nenhum', diz presidente da Câmara dos EUA sobre aprovação do orçamento

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

John Boehner afirmou que os republicanos não aceitam medida para elevar teto da dívida sem impor condições; país entrou no sexto dia de paralisação após impasse

Reuters

O presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, John Boehner, disse no domingo que os republicanos não concordam "de jeito nenhum" com uma medida para elevar o teto da dívida do país, sem impor condições para conter o déficit.

Leia mais: Obama pede ao Congresso que "pare com a farsa" da paralisação

Setores afetados: Paralisação do governo afeta turistas e até casamentos

Pressionado durante o programa "This Week", da rede ABC, a falar se a Câmara liderada pelos republicanos aprovaria o aumento do teto da dívida, sem nenhuma condição, o republicano respondeu: "Eu disse ao presidente, que de jeito nenhum nós vamos aprovar."

JONATHAN ERNST/REUTERS
'Eu disse ao presidente, que de jeito nenhum nós vamos aprovar', afirmou John Boehner

"Nós não estamos indo por esse caminho", acrescentou. "É hora de tratar dos problemas da América. Como você pode aumentar o teto da dívida e não fazer nada sobre o problema relacionados?"

Como o país entrou no sexto dia de uma paralisação do governo, Boehner foi inflexível sobre as exigências dos republicanos de concessões para qualquer projeto de lei para reabrir o governo.

Casa Branca: Reunião fracassa e governo dos EUA segue paralisado

R$ 600 milhões: Qual o impacto da paralisação parcial do governo dos EUA?

Republicanos querem mudanças na lei do sistema de saúde do presidente Barack Obama conhecido como 'Obamacare' como condição para apoiar uma medida para financiar as agências governamentais.

Obama e o Senado, liderado pelos democratas, rejeitaram essa demanda.

O presidente dos EUA também disse que é da responsabilidade do Congresso aumentar o limite da dívida até o prazo de 17 de outubro, quando o governo começará ficar sem os fundos necessários para pagar suas contas. Ele disse que não vai negociar com os republicanos sobre a questão.

Presidente : Obama descarta negociar e diz que 'Wall Street deve se preocupar'

Trabalhadores em casa: Impasse põe 800 mil de licença sem remuneração

Sobre o impasse quanto à paralisação do governo, Boehner disse que não houve "absolutamente" nenhuma alteração na posição republicana sobre o projeto para financiar o governo.

Leia tudo sobre: obamaparalisaçãodemocratasrepublicanos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas