Venezuela diz que EUA expulsaram três diplomatas em retaliação

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Nicolás Maduro tem acusado oposição de tentativas de atentado e de acumular bens para gerar escassez

O governo de Nicolás Maduro disse nesta quarta-feira (2) que os Estados Unidos expulsaram o diplomata mais graduado da Venezuela nos EUA e outros dois funcionários da embaixada do país, em resposta à decisão de Caracas de expulsar três diplomatas norte-americanos acusados de promover uma sabotagem na última segunda-feira (30).

Mais: Presidente da Venezuela expulsa três diplomatas dos EUA

AP
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, conversa com soldados dentro de base militar em Coro (30/9)


0800: Maduro cria órgão para lutar contra 'sabotagem econômica'

Maduro: Governo vê 'golpe elétrico' da oposição em apagão na Venezuela

Nós repudiamos essa expulsão", disse o governo em comunicado, confirmando que o chefe em exercício de sua representação, Calixto Ortega, e outros dois funcionários foram expulsos.

Em abril: Nicolás Maduro toma posse como presidente da Venezuela

Venezuela e EUA têm uma história recente de divergências diplomáticas, dominada por críticas ferozes do governo de Caracas, que vê em Washington um inimigo de sua revolução socialista.

Desde que assumiu como presidente, em meados de abril, Maduro tem acusado a oposição de tentativas de atentado, de acumular bens para gerar escassez e de sabotar o sistema elétrico, entre outras coisas.

* Com Reuters

Leia tudo sobre: venezuelamaduroeuaexpulsãocrise

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas