Israel diz ter capturado espião iraniano com fotos da embaixada dos EUA

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Serviço de inteligência afirmou que o suspeito, nascido no Irã, havia legalmente mudado de nome na Bélgica

Reuters

AP Photo / Shin Bet
Fotografia divulgada pelo serviço de segurança de Israel mostra Ali Mansouri

Israel anunciou neste domingo (29) a prisão de um cidadão belga-iraniano, suspeito de espionar para o Irã. Segundo os israelenses, ele fotografou a embaixada dos Estados Unidos e pretendia estabelecer relações comerciais em Israel para dar cobertura a atos de espionagem.

Síria, Irã e espionagem esquentam Assembleia Geral da ONU
Hamas executa dois palestinos acusados de espionagem para Israel

Israel e o Irã são fortes adversários. Israel, tido por muitos como o único país com poder nuclear no Oriente Médio, diz que os iranianos buscam desenvolver armas atômicas. Teerã afirma que o seu programa de enriquecimento de urânio é para fins pacíficos.

Ali Mansouri, na faixa dos 50 anos, foi preso em 11 de setembro, no Aeroporto Ben-Gurion, em Tel Aviv, disse o serviço de inteligência num comunicado. O anúncio coincidiu com o início de uma visita do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, aos EUA. O programa nuclear iraniano é dos principais pontos em pauta.

O serviço de inteligência disse que Mansouri, nascido no Irã, havia legalmente mudado de nome na Bélgica para Alex Mans e usou o seu passaporte belga para entrar em Israel. Ele teria visitado Israel duas vezes antes da prisão.

Leia tudo sobre: israelirãespionagemeua

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas