Pelo menos 40 pessoas morreram na faculdade de agricultura de Yobe enquanto dormiam

Reuters

Homens armados mataram pelo menos 40 pessoas neste domingo (29) em um ataque contra uma universidade no nordeste da Nigéria, disse uma testemunha, em uma região onde militantes islamitas têm investido contra escolas e faculdades.

O grupo islamita Boko Haram intensificou ataques contra alvos civis nas últimas semanas, em reação a uma ofensiva militar contra sua insurgência. O Boko Haram e grupos islamitas como o Ansaru, ligado à Al Qaeda, tornaram-se a maior ameaça à segurança na segunda maior economia e maior exportadora da África.

Leia também:  Ataque de grupo islâmico mata 143 na Nigéria

Homens armados invadiram a faculdade de agricultura no estado de Yobe e atiraram em estudantes que dormiam nas primeiras horas deste domingo, afirmou o comissário policial Sanusi Rufai.

Uma testemunha contou 40 corpos no principal hospital da capital do estado de Yobe, a cidade de Damaturu, a maioria rapazes que se acredita serem estudantes. Os corpos foram trazidos da faculdade, localizada em Gujba, uma área rural a cerca de 50 quilômetros ao sul de Damaturu.

Suspeitos de integrar o Boko Haram atacaram diversas escolas nos últimos meses, incluindo uma incursão a uma escola em Potiskum que matou 27 estudantes e um docente.

Leia tudo sobre: Nigéria

(Reportagem de Joel Duku; Texto de Joe Brock)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.