Homem-bomba ataca em funeral e mata pelo menos 40 pessoas no Iraque

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Série de explosões e tiroteio deixaram outros seis mortos no Curdistão, região normalmente pacífica do País

Reuters

Ao menos 40 pessoas morreram quando um homem-bomba provocou uma explosão em um funeral xiita em cidade no sul do Iraque neste domingo (29). A explosão trouxe abaixo o teto da mesquita em Mussayab, localizada a 60 quilômetros da capital Bagdá. Segundo a polícia, ainda há corpos presos sob os escombros e pelo menos 50 pessoas ficaram feridas no ataque.

As pessoas na mesquita estavam de luto pela morte de um homem um dia antes por militantes. Ainda não está claro quem está por trás do atentado, o mais recente em uma série de ataques contra locais de culto sunitas e xiitas, particularmente durante os funerais.

O delicado equilíbrio no Iraque tem sido ameaçado pela guerra civil na vizinha Síria, onde rebeldes de maioria sunita lutam para derrubar o líder apoiado pelo Irã, xiita. Tanto sunitas quanto xiitas têm cruzado a fronteira entre Síria e Iraque para lutar em lados opostos no conflito.

Série de explosões na capital curda

Outras seis pessoas foram mortas hoje em uma série de explosões na parte externa de um posto de segurança na capital do Curdistão, região normalmente pacífica e autônoma do Iraque, afirmaram fontes médicas e de segurança.

AP Photo
Forças de segurança e cidadãos inspecionam o local de um ataque com carro-bomba no Curdistão

Tiros puderam ser ouvidos após as explosões em Arbil, que feriram mais 36 pessoas, segundo fontes da cidade. Acredita-se que as vítimas sejam membros das forças de segurança curdas do Iraque, conhecidas como asayesh.

Imagens televisivas mostraram os restos carbonizados de pelo menos três carros e um outro em chamas. Bombeiros e ambulâncias estavam presentes na cena. Um comunicado publicado no site do Governo Regional do Curdistão afirmou que um carro foi alvo da asayesh antes de explodir perto do Ministério do Interior. O comunicado também afirma que testemunhas disseram que cinco homens-bomba foram mortos antes que pudessem detonar a si mesmos.

Leia tudo sobre: MANCHETESIRAQUEBOMBAXIITA

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas