Iranianos celebram conversa histórica de Rouhani com Obama

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Um numero menor de pessoas gritou "morte à América", além de atirar ovos e sapatos em carro oficial

Reuters

Centenas de iranianos saudaram o presidente Hassan Rouhani em seu retorno de Nova York neste sábado, depois de seu telefonema histórico ao presidente norte-americano Barack Obama, mas um número menor de conservadores gritou "Morte à América" e atirou ovos e sapatos em seu carro oficial na saída do aeroporto, divulgou a mídia iraniana.

Veja o infográfico sobre o mundo nuclear 

AP
Presidente Hassan Rouhani (centro) durante chegado dos Estados Unidos em aeroporto em Teerã

Embora um antecipado aperto de mãos entre Rouhani e Obama na sede da Organização das Nações Unidas não tenha se materializado, eles conversaram por 15 minutos na sexta-feira, no final da viagem do novo presidente moderado do Irã para a Assembleia Geral da ONU.

A mídia iraniana disse que centenas de partidários de Rouhani, ávidos em vê-lo se saindo bem nas promessas de "interação construtiva" com o mundo para amenizar o isolamento internacional do Irã e conseguir que as sanções punitivas fossem levantadas, apareceram para saudar sua visita à ONU.

Mas cerca de 100 conservadores linha-dura também apareceram e, gritando "Morte à América", slogan comum desde a Revolução Islâmica de 1979, atiraram ovos e pedras em seu carro oficial em protesto contra a abertura diplomática de Rouhani em relação a Washington, segundo relatos de testemunhas postados no Twitter.

(Reportagem de Marcus George)

Leia tudo sobre: mundoirãobama

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas