Presidente do Irã faz apelo por 'total eliminação' das armas nucleares

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Discurso ocorre poucas horas antes da reunião do chanceler com potências sobre programa nuclear iraniano

O presidente do Irã, Hasan Rouhani, fez um forte apelo nesta quinta-feira (26) pelo fim das armas nucleares, dizendo que o desarmamento "continua em nossa mais alta prioridade". "Enquanto armas nucleares existirem, o risco de seu uso, e a ameaça de seu uso e proliferação vão continuar", disse Rouhani em discurso na Assembleia Geral da ONU em nome do Movimento dos Países Não Alinhados. "A única garantia absoluta é sua total eliminação."

Primeiro discurso na ONU: ‘Paz está ao alcance’, diz presidente do Irã 

AP
Presidente do Irã, Hasan Rouhani, faz discurso em nome do Movimento dos Países Não Alinhados na Assembleia Geral da ONU

Israel: Mundo não deve se enganar com 'palavras suaves' do Irã, diz Netanyahu

Obama na ONU: 'Caminho diplomático com Irã deve ser testado'

Durante seu pronunciamento, Rouhani também fez um pedido a Israel, para que o país assine o tratado internacional que proíbe a proliferação de armas nucleares. "Quase quatro décadas de esforços internacionais para estabelecer uma zona livre de armas nucleares no Oriente Médio infelizmente fracassaram. Medidas práticas urgentes são necessárias para estabelecer essa zona", disse.

"Israel, a única parte a não assinar o tratado de não proliferação nesta região. Deve se unir sem mais delongas. Assim, todas as atividades nucleares da região devem estar sujeitas às abrangentes salvaguardas da AIEA", acrescentou em referência à Agência Internacional de Energia Atômica.

Maior contato em 6 anos: Irã discutirá programa nuclear com potências

Expectativa: Irã apresentará na ONU 'face verdadeira' do país

Os comentários feitos pelo presidente iraniano ocorrem horas antes uma reunião que marcará o contato direto de mais alto nível em seis anos entre os EUA e o Irã em relação às atividades nucleares de Teerã. Os EUA e seus aliados afirmam que o Irã possui intenção de obter armas nucleares, enquanto o Irã garante que seu programa nuclear possui fins pacíficos.

Rouhani, recém-eleito presidente, fez comentários que fizeram muitos líderes concluírem que há chances de ser estabelecido um acordo nuclear entre o Irã e os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança e a Alemanha. Israel, por sua vez, mostrou não acreditar nos sinais de disposição ao diálogo de Teerã.

Em seu discurso proferido na Assembleia Geral na terça-feira, Rouhani defendeu os “direitos nucleares pacíficos” iranianos, mas reiterou que Teerã está disposto a retomar imediatamente as negociações sobre seu programa atômico e aberto a dialogar com os EUA para “discutir nossas diferenças”. “Deixe-me dizer em alto e bom som que a paz está ao alcance”, afirmou.

Com informações da AP e da CNN

Leia tudo sobre: assembleia geral 2013armas nuclearesirãaieaeuaisraelrouhani

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas