Mundo não deve se enganar com 'palavras suaves' do Irã, diz premiê de Israel

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Benjamin Netanyahu afirma que comunidade internacional deve manter pressão contra programa nuclear de Teerã

O primeiro-ministro de Israel demonstrou ceticismo nesta terça-feira (23) em relação ao aceno feito pelo novo presidente iraniano ao Ocidente, dizendo que o mundo "não deve ser enganado" e deve manter pressão contra o programa nuclear de Teerã.

Obama na ONU: 'Caminho diplomático com Irã deve ser testado'

Na quinta-feira: Irã discutirá programa nuclear com potências, diz UE

AP
Primeiro-ministro de Benjamin Netanyahu durante uma reunião ministerial (foto de arquivo)

Presidente: Irã apresentará na ONU 'face verdadeira' do país

Benjamin Netanyahu fez o alerta momentos antes de o novo presidente do Irã fazer seu aguardado pronunciamento na Assembleia Geral da ONU. 

Autoridades israelenses acreditam que o Irã está tentando desenvolver uma bomba nuclear, e nos últimos dias, oficiais do país demonstraram temores de que o aceno de Rouhani para o Ocidente diminua a pressão internacional contra o país. Nesta terça, o presidente Barack Obama afirmou na ONU que instruiu o seu secretário de Estado, John Kerry, para explorar contatos com o Irã.

Soltura de presos políticos: Ativista de direitos humanos é libertada no Irã

Obama: Debate sobre a Síria é 'lição' de diplomacia para o Irã

Rouhani: Irã 'atuará para impedir ataque contra Síria, que destruiria Israel'

"Israel receberia bem uma solução genuinamente diplomática que verdadeiramente desmantelasse a capacidade do Irã de desenvolver armas nucleares", disse Netanyahu em um comunicado gravado em vídeo. "Mas não seremos enganados por meias medidas que meramente fornecem uma cortina de fumaça para a busca contínua do Irã por armas nucleares. E o mundo não deve ser enganado também."

Netanyahu disse que ele discutiria a questão com Obama na Casa Branca em um encontro bilateral entre os líderes na semana que vem. "Eu aprecio o comunicado do presidente Obama de que 'as palavras conciliadoras do Irã terão que ser acompanhadas por ações transparentes e verificáveis", disse Netanyahu. 

Novo presidente: Irã está pronto para retomar as negociações nucleares

Ele alegou que o Irã está somente tentando enganar o mundo para ter um alívio nas sanções econômicas que prejudicam Teerã. "O Irã pensa que palavras suaves e ações simbólicas lhe permitirão continuar a trilhar o caminho para construir a bomba", disse Netanyahu. "Como a Coreia do Norte fez antes, Irã tentará retirar as sanções oferecendo concessões cosméticas, enquanto preserva sua habilidade de rapidamente contruir uma arma nuclear no momento de sua escolha."

O Irã nega as acusações de Israel e de países so ocidente de que esteja buscando confeccionar armas nucleares, afirmando que seu programa nuclear tem propósitos pacíficos.

Com AP

Leia tudo sobre: assembleia geral 2013israelirãeuaprograma nuclear

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas