Al-Shabab nega que governo tenha liberado todos os reféns e que há americanos e britânicos entre militantes

Reuters

O grupo militante somali Al-Shabab disse nesta terça-feira (24) que integrantes da organização seguem dentro de um shopping que atacaram no fim de semana no Quênia, e afirmou que ainda há reféns vivos mantidos por eles no local.

Ministra do Quênia: Americanos e britânica estariam entre autores de ataque

Forças de segurança do Quênia se posicionam no estacionamento do shopping Westgate em Nairóbi
AP
Forças de segurança do Quênia se posicionam no estacionamento do shopping Westgate em Nairóbi

Testemunha do ataque: 'Atirador disparou duas vezes contra mim'

21 de setembro: Tiroteio em shopping no Quênia deixa ao menos 59 mortos

"Há um número incontável de mortos ainda espalhados dentro do shopping, e os mujahideen ( combatentes ) ainda mantêm posição no #Westgate", disse o grupo em sua conta no Twitter (@HSM_PR). "Os reféns que estão sendo mantidos pelos mujahideen dentro do #Westgate ainda estão vivos, parecendo bem desconcertados, mas, ainda assim, vivos."

O grupo muda regularmente sua conta no Twitter, uma vez que são frequentemente suspensos, mas informam aos jornalistas e a outros seguidos sobre as mudanças por email ou outros meios.

Autoridades: Forças do Quênia retomaram controle total de shopping

Ministro: Forças do Quênia mataram dois em operação de resgate

Separadamente, o grupo também negou a declaração de um ministro queniano de que cidadãos norte-americanos e britânicos estariam entre os militantes que atacaram o shopping de Nairóbi, no sábado, em uma ação que já deixou ao menos 62 mortos.

Perfil: Quem é o Al Shabab, grupo que reivindicou ataque no Quênia

Imagens: Vídeo mostra momentos de pânico em shopping no Quênia

Veja imagens do ataque a um shopping no Quênia:

"Nos comunicamos com nossos mujahideen no Westgate e eles nos disseram que o conflito acabou de recomeçar", disse um representante do Al-Shabab à Reuters. "Aqueles que descrevem os agressores como norte-americanos ou britânicos são pessoas que não sabem o que está acontecendo no prédio do Westgate."

Houve troca de tiros nesta terça-feira no local, mas as forças de segurança do Quênia garantem que estão no controle do shopping Westgate .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.