Expectativa é que presidente trate sobre espionagem, defendendo internet livre com menor controle da rede

A presidente Dilma Rousseff  abre nesta terça-feira (24) o debate da 68ª Assembleia Geral das Nações Unidas. A expectativa é que o pronunciamento tenha como linha guia as denúncias de que os EUA espionaram milhões de comunicações por telefone e por email no mundo, incluindo as dela própria , de seus assessores e da multinacional Petrobras .

Assista ao pronunciamento ao vivo:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.