Irã discutirá programa nuclear com potências, diz União Europeia

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Catherine Ashton diz que chanceler do país se reunirá com representantes às margens da Assembleia Geral da ONU

O novo chanceler iraniano está programado para dialogar com representantes de seis importantes países que tentam bloquear o programa nuclear da república islâmica durante esta semana, informou a alta representante da União Europeia (UE) para Relações Exteriores nesta segunda-feira (23).

Presidente: Irã apresentará na ONU 'face verdadeira' do país

AP
Chanceler iraniano Javad Zarif assina livro de visitas na sede das Nações Unidas, em Nova York (19/9)

Soltura de presos políticos: Ativista de direitos humanos é libertada no Irã

O encontro de quinta-feira, que ocorrerá à margem da Assembleia Geral da ONU, será o primeiro em seis anos entre um secretário de Estado dos EUA e um chanceler iraniano. A reunião ocorre em meio a sinais de possível reaproximação entre a diplomacia iraniana e americana, relação cortada após a Revolução Islâmica de 1979.

Catherine Ashton, alta representante da UE para Relações Exteriores, disse a repórteres após encontro com o chanceler Mohammad Javad Zarif que ela viu "energia e determinação" para um avanço com o diálogo do Irã com EUA, Rússia, China, Reino Unido, França e Alemanha. No Twitter, Zarif caracterizou o encontro com Ashton como "positivo" e acrescentou: "Precisamos de um novo começo sob novas circunstâncias."

Obama: Debate sobre a Síria é 'lição' de diplomacia para o Irã

Rouhani: Irã 'atuará para impedir ataque contra Síria, que destruiria Israel'

O encontro nesta quinta-feira entre potências ocidentais e o Irã será o primeiro desde abril, quando discussão sobre como reduzir os temores de que Teerã estaria usando sua tecnologia nuclear para a fabricação de armas terminou em um impasse em Almaty, Casaquistão.

Novo presidente: Irã está pronto para retomar as negociações nucleares

Autoridades americanas confirmaram que o secretário de Estado do país, John Kerry, participará do encontro. A eleição do novo presidente do Irã, o moderado Hasan Rouhani, refletiu em especulações sobre uma possível mudança na questão nuclear. Rouhani disse no mês passado que o Ministério das Relações Exteriores - não o Conselho Supremo de Segurança Nacional - lideraria os diálogos nucleares com os países, uma mudança no tratamento do problema.

Catherine Ashton disse que ela e sua equipe se reunirão novamente com Zarif em outubro, para continuar a discussão sobre as negociações. "Tivemos uma boa e construtiva discussão", disse ela sobre seu encontro de meia hora com o iraniano.

ONU: Irã expande capacidade avançada de enriquecimento de urânio

Discurso de posse: Novo presidente do Irã pede fim das sanções do Ocidente

O Conselho de Segurança da ONU impôs quatro rodadas de sanções contra o Irã por causa da possibilidade do país estar desenvolvendo armas nucleares, diante da sua recusa em suspender o enriquecimento de urânio. Os EUA e seus aliados do Ocidente impuseram também outras medidas punitivas que prejudicou a economia do Irã e provocou críticas entre a população.

Abril: Irã anuncia novos projetos nucleares após fracasso em negociação

Janeiro: Desafiador, Irã planeja acelerar enriquecimento de urânio em Natanz

O Irã insiste que seu programa nuclear é pacífico, e tem como objetivo apenas produzir energia e isótopos para uso medicinal. Rouhani afirmou na semana passada que o Irã "nunca buscou construir uma bomba nuclear e não vai fazer isso".

Com AP

Leia tudo sobre: irãprograma nuclearzarifchancelerassembleia geral 2013

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas