Mau tempo é causado pela confluência de duas grandes tempestades, uma no Pacífico e outra no golfo do México

Reuters

Chuva fez ponte desabar sobre o rio Huacapa, perto da cidade de Petaquillas, no México
AP Photo/Alejandrino Gonzalez
Chuva fez ponte desabar sobre o rio Huacapa, perto da cidade de Petaquillas, no México

O famoso balneário mexicano de Acapulco teve uma terça-feira (17) caótica, com racionamento de alimentos para milhares de turistas ilhados nos hotéis, e enxurradas invadindo casas e carros, como parte de uma sequência de chuvas que já matou 55 pessoas em todo o país.

Furacão Ingrid e tempestade provocam destruição no México

As TVs mostraram o aeroporto internacional de Acapulco com cerca de um metro de água. Cerca de 40 mil visitantes foram impedidos de embarcar. Os três dias de temporais também interromperam várias estradas que dão acesso à cidade, que tem 750 mil habitantes e fica na costa do Pacífico.

Em 2012: Furacão Sandy causa estragos em cidades da costa leste dos EUA

Outrora frequentada por astros de Hollywood, Acapulco é hoje mais lembrada por ter a mais elevada taxa de homicídios do México, por causa da violência associada ao narcotráfico. O mau tempo é causado pela confluência de duas grandes tempestades, uma no Pacífico e outra no golfo do México. Desde o fim de semana, foram registradas mortes nos Estados de Veracruz, Guerrero, Puebla, Hidalgo, Michoacán e Oaxaca.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.