Em meio à crise por espionagem, nova embaixadora dos EUA chega ao Brasil

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Liliana Ayalde disse que pretende fortalecer parceria estratégica entre os dois países nos próximos anos

Agência Brasil

A nova embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, chegou a Brasília nesta segunda-feira (16) e disse que pretende fortalecer a parceria estratégica entre os dois países nos próximos anos.

Thomas Shannon: Embaixador dos EUA deixa Brasil em meio à crise

Ministro: Brasil e Argentina podem ter sistema conjunto de defesa cibernética

Agência Brasil
A nova embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, substitui o embaixador Thomas Shannon

Lula sobre espionagem: 'Pode o senhor Obama ficar bisbilhotando Dilma?'

Congresso: CPI da Espionagem aprova convite a ministros, Petrobras e ANP

A diplomata fez um comunicado à imprensa pouco depois de desembarcar na capital e restringiu-se a comentários sobre a satisfação de ser a representante norte-americana no país e a importância das relações entre o Brasil e os EUA.

Liliana Ayalde não falou sobre os temas sensíveis na pauta dos dois governos, que estão em momento de tensão em decorrência de denúncias de espionagem à presidente Dilma Rousseff, à Petrobras, a outras autoridades e a cidadãos. A embaixadora não deu informações sobre a confirmação da viagem da presidenta aos EUA neste mês ou sobre como serão conduzidas as relações entre os dois países de agora em diante.

Em nota: Suposta espionagem dos EUA tem motivação econômica, diz Dilma

Lula: Obama deve desculpas a Dilma por espionagem

"Eu e a minha família estamos ansiosos de poder viajar pelo Brasil, conhecer a diversidade do povo e estabelecer amizades com os brasileiros em todos os lugares que vamos visitar. Este é um tempo importante para as relações (entre o Brasil e os EUA)" cheio de oportunidades e de possibilidades", disse. "Juntos, estou certa de que podemos expandir e aprofundar os laços que existem entre essas duas importantes e grandes nações."

Semana passada: Presidente Dilma foi alvo de espionagem dos EUA, diz TV

Reunião com Rice: Chanceler viaja aos EUA para ouvir explicações

Denúncia: Após Dilma, Petrobras teria sido alvo de espionagem dos EUA

Liliana Ayalde substitui o diplomata Thomas Shannon, que ficou no posto durante três anos e meio e deixou Brasília no último 6. A substituição estava prevista há três meses. Diplomata de carreira, ela serviu no Paraguai e na Colômbia e demonstra conhecimento sobre a América Latina, a exemplo de seu antecessor.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas